A Evolução e o Ciclo das Reencarnações sucessivas

20180413_081801
A Evolução e o Ciclo das Reencarnações sucessivas
( Manoel Ferreira )

Nos últimos tempos tem-se propalado veementemente, a necessidade da prática do respeito mútuo entre os cidadãos para a devida consolidação dos seus direitos e deveres de forma indistinta, para a construção de uma sociedade mais justa e equilibrada. Com isso, abordam-se direitos básicos e imprescindíveis que devem ser garantidos sem nenhum tipo de preconceito e discriminação. Contudo, a espécie humana é extremamente contraditória e insiste sempre em acreditar e admitir como “verdade” apenas o que lhe compraz. Quantos, conhecem apenas a sua religião e insistem que somente ela, está de posse exclusiva da verdade… chegando mesmo a lançar anátema, impropérios e discórdias a todos àqueles que não comungam com sua forma de agir e de pensar? Cremos, que nenhuma religião, agremiação de aspecto moral, ideológico ou mesmo filosófico, seja capaz de deter todo o conhecimento e toda a verdade ao ponto, de tornar excluídos os demais segmentos. Ora, todas essas instituições são falhas em razão, dos resquícios e omissões humanas nelas contidos. Destarte, todas podem apresentar pequenas nuanças de acertos e verdades convergindo para uma efetiva e sublime diversidade.

Na maioria das religiões indianas, carma e samsara são conceitos triviais e inerentes a compreensão da existência humana; termos bastante frequentes no hinduísmo, jainismo, sijismo e budismo. Significando, o fluxo incessante de renascimentos através dos mundos, sendo, que o ciclo de morte e renascimento é tido como um fenômeno bem natural.

Para concluirmos, utilizemo-nos de uma fonte reconhecidamente considerada por todos os cristãos (Bíblia Sagrada) e tentemos compreender essa afirmativa em Mateus 5:25 …

“Entra em acordo depressa com teu adversário, enquanto estás com ele a caminho do tribunal, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, o juiz te entregue ao carcereiro, e te joguem na cadeia. Com toda a certeza afirmo que de maneira alguma sairás dali, enquanto não pagares o último centavo”
………………………………………………………………………………………….
1 MANOEL E TURMA
*Professor, com graduação em Letras pela UFPB
Especialista em Ciências da linguagem
Evangelizador do Cesb- Espírita

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Sempre Fui Um “Jusnaturalista”

Rey
PENSE NISSO! MAS PENSE DIREITO
…………………………………………………..
Sempre Fui Um “Jusnaturalista”
(ReyAuca)

Sabe leitor, pode você pode até  achar besteira o que eu estou defendendo, mas, naturalmente, há uma ordem dentro da desordem. É que as nossas vidas, da formiga á maior galáxia do universo infindo, são regidas por leis naturais, magnânimas, que direcionam a todos, com base no fenômeno da causalidade.

A causa de tudo, que alguns a chamam de “Deus, Alá, Jeová, o Grande Arquiteto do Universo, ou sei lá mais o que, estabeleceu leis universais que regulam as nossas vidas. Portanto,  todas as dores, vitórias, conquistas, derrotas, são resultados do uso acertado ou desequilibrado no nosso livre-arbítrio, pois “a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”.

Sem falar que temos tempo, que nem existe como o concebemos, pois somos seres imortais, utilizando “roupas”, corpos transitórios, que nos deixam a cada hora, para libertar a individualidade, o ser essencial, a alma, como alguns dizem, rumo ao progresso sem fim, pois “nenhuma só das ovelhas do meu Pai se perderá”. Isso sim é “salvação” .

Na verdade é a alma, o espírito, que tem um corpo e não o corpo que tem uma alma. Nunca diga, a minha alma ou o meu espírito. É um flagrante equivoco de entendimento, pois não é corpo que é “propriedade” – por um tempo – da alma e sim a alma/espírito que tem por propriedade um corpo e por vez .

Entendeu leitor?

Mas há sempre uma guerra velada entre aqueles que defendem o “jus positivismo” e o “jus naturalismo”. A grande verdade é que eles se integram, se completam. É que a academia não trata com eficiência do segundo, por fala de elementos de convicção. Não se pode explicar a ordem da vida sem se ter certa intuição do que seja essa própria vida. Quando transcendemos esse explica o outro. Há leis anteriores perfeitas.

Em verdade até o nosso direito objetivo, que está positivado nos códigos nas leis, na Constituição, a maior das leis é o resultado de outra lei, só que a  natural, a do progresso. Quem trata disso é o LIVRO DOS ESPÍRITOS, no capítulo oito e você pode estudá-los item por item. Pode espiar leitor. Ele começa pelo Estado Natural e termina com a influencia do Espiritismo no progresso. Dá uma excelente monografia ou tese, leitor. (https://livrodosespiritos.wordpress.com/…/cap-8-lei-do-pro…/)

Segundo Gianluigi Palombella, no seu livro Filosofia do Direito:” O Direito natural remete a uma ordem normativa, objetiva e racional, de vários modos, o jusnaturalismo argumenta – especulativamente e teoricamente- está inscrita ontologicamente na natureza” (pag. 5, 2005)

Mas o livro todo não consegue aprofundar na questão que é transcendental. Ele não consegue ir à raiz do Direito Natural, que deveria, simplesmente, influenciar o direito posto, social, que amadurece á medida que o cidadão, a sociedade, cresce. E que existe , preexiste s sobrevive a tudo. É que Somos uma humanidade difícil e se tiver como norte alguma religião, piora.

O nosso Direito ainda está no prisma de infância, mas já evoluirmos muito. É que o tempo é o senhor do aperfeiçoamento e o nosso entendimento não passa da linha dos nossos orgulho e egoísmo, as chagas sociais.

Poderíamos resumir a nossa legislação em algo basilar, mas que resolveria as nossas dores, se assim o fosse:

“Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo e façamos aos outros o que quereríamos que os outros nos fizessem.

Eis as leis e os profetas. EIS O DIREITO.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO,PENSANDO DIREITO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Os Cahorros Merecem o Céu

1 Cao II30443304_1750957844962955_6203753205902344192_nPENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
………………………………………………….
Os Cahorros Merecem o Céu
( Reynollds Augusto)

Sabe leitor, os nossos cachorros estão sofrendo e basta andar pelas ruas que vemos esse fenômeno. Tanto a sociedade quando os poderes públicos têm as suas cotas de responsabilidade, pela inércia . Não temos políticas públicas para lidar com “esse problema”.

As cadelas estão engravidando, cada vez mais cachorros das ruas, doentes, atropelados, aleijados. Quando uma parte da sociedade hipócrita reclama, os agentes políticos encontram a forma mais fácil de tentar resolver “o problema” que é aniquilar os bichinhos, como aconteceu com aquele “terrorismo institucional” na cidade de Igaracy, ao matarem os cães. Até o papa se manifestou.

Hoje não dá mais para esconder nada. Isso me fez relembra “Marquinhos” da Bíblia: “Pois nada há de oculto que não venha a ser revelado, e nada em segredo que não seja trazido à luz do dia.”

20180410_070043Essa semana o jovem Samuel, que estuda veterinária, se condoeu com a situação de um cão que fora atropelado e que estava a sofrer. Precisa fazer uma cirurgia e jogou o problema na rede, pois, na verdade, é um problema nosso. Inventamos de “domesticar” os lobos e eles se transformaram em cachorros, animais de estimação. Eu já dei a minha contribuição.

-Isso é besteira, são muitos!

Não importa, para esse faremos a diferença. É um que não mais sofrerá.

Aqui de frente á nossa residência uma cachorra já deu cria, novamente. Muitos cachorrinhos pequenos, belos, vira-latas. Adotá-los seria o essencial, como ninguém o faz a rua será a morada de todos

Ainda bem que existem almas grandes como Samuel e Cristiane, minha vizinha. Ela alimenta os bichinhos na rua, os protege, na medida do possível e eles seguem o seus destinos. O Resto é com Deus que não cochila e vê tudo, mas depende da ajuda do homem.

20180410_070106“Totó” ainda está por aqui. É uma cadela de rua , da ultima cria, e com certeza chegará o momento de engravidar, natural, colocando no mundo mais cachorros órfãos de responsabilidade. Depois de amamentados vão todos ás ruas e a cachorrada está crescendo.

Ainda bem que, também, ainda está por aqui o cãozinho Rockefeller, irmao de “Totó” , batizado por meu vizinho MIGUEL ALVES que resolveu nos deixar o ano passado desencarnando fora do combinado. Mas, não devemos nos preocupar ele foi à frente estamos indo logo atrás. O tempo é ilusão e somos imortais.

Enquanto isso é preciso viver com dignidade, honestidade, valores. Aqueles ensinados por Jesus e que foi distorcido por uma grande parte da comunidade religiosa que são “cristão funcionais”, lotando as igrejas da vida em busca da “salvação”, mas que não movem um palha para trazer o céu á terra.

Somos uma espécie de Deus para eles, segundo os imortais, em O LIVRO DOS ESPÍRITOS:

603. Nos mundos superiores, os animais conhecem a Deus?
— Não. O homem é um deus para eles, como antigamente os Espíritos foram deuses para os homens.

Ainda bem que há países, municípios que cuidam dos nossos animais. Eles merecem o céu.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Um Domingo de Festa

20180408_194216Sabe leitor ,ontem, domingo, era para ser o dia de vivenciar duas grandes festas. A do Vascão, campeão e a da minha amiga, que foi colega de faculdade , Rosinha, lá da cidade de Coremas, a terra das águas. A do Vascão não foi possível, como , também não foi possível acompanhar o jogo, devido à festa da amiga do coração; mas, os meus outros amigos, “gaiatos”, não me deixaram em paz. Pelo “Face” muita “zoação”, principalmente do grande “Fabinho”, hoje lá pelas bandas de Brasília, que sempre foi iludido pelo “Menguinho”, aquele time, do Cheirinho”.
 
Mas não importa, o flamengo jamais perderá o pódio “do primeiro lugar, do segundo lugar”. É time de ilusão. É o campeão dos “cheiros”.O danado é que o vascão está ficando solidário. Mas, vendo as gravações, o “Bota” mereceu e nós o cumprimentamos.
 
Festa mesmo foi para os Flamenguistas que , de tanto torcerem contra, o Vascão foi influenciado. Isso pode acontecer, leitor, inclusive na vida. Fuja nas más influencias ( risos) , elas emperram a nossa marcha.
20180408_201638Mas, felizes mesmo estavam as minhas três gatas: Roneyde, Williana e a pequena Ju. A turma da festa não acreditava que Roneyde seria mãe de Stefany, a namorada de Matheus, filho de Rosinha. É que o tempo parece que não a atinge leitor, continua linda. Aqui para nós, a minha esposa também. Julianna adorou esse momento e logo se sociabilizou. Comentávamos que Rosinha “exagerou no exagero” e foi uma festa com muitas gostosuras, doces, salgados, picolés, e tudo mais, muito mais mesmo.
 
Eu conheci Rosinha na nossa amada “Chiquinha” , que hoje é a FIP- Faculdades Integradas de Patos- um dos maiores complexos de educação superior que existe na Paraíba. Sempre foi bela e até chegamos a namorar. Terminados o curso , cada qual seguiu o seu destino e alguns anos nos reencontramos pela força do destino. O seu filho Matheus veio a uma festa na cidade de Itaporanga e conheceu Stefanny, minha sobrinha, os olhares se cruzaram e eles se encontraram, esse namoro aproximou as nossas famílias.
 
20180408_194619Rosa fora morar no estado de São Paulo, casou-se por lá, teve dois lindos filhos , um casal, mas ele, o esposo, desencarnou cedo, com um problema de coração. Matheus disse-me que as coisas por lá estavam ficando perigosas e eles resolveram vir morar no poético sertão, a terra da emoção, na nossa linda Coremas, onde está localizado o “mar de água doce” do sertão, que ainda está seco, apesar de , com as ultimas chuvas , ter subido mais ou menos 20 centímetros. Isso é muita água leitor. Para você ter uma ideia ele pegou, aproximadamente, um pouco mais de 46 milhões de metros cúbicos de água e tem uma capacidade de quase seiscentos. Não está nem com dez por cento da sua capacidade. É muita água.
 
Foi uma bela festa e quero parabenizar Rosinha que continua linda , na maturidade, nem parece ter seus ” 35 anos”. Um domingo de muita alegria e reencontros, apesar da derrota do VASCÃO, time de história e tradição. Mas, faz parte da vida. Tudo é experimento ao aprendizado e , na verdade, não há vencedores ou perdedores o que existe são buscadores e todos nós estamos fadados á real felicidade, que não está nas coisas ou nas pessoas. É um estado interior de conquista do sentimento e da razão.
 
Parabéns Rosa, muito mais anos de vida nesse corpo, pois imortais todos já somos. Ainda bem.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

A Liberdade

20180311_081614
A Liberdade

           ( Manoel Ferreira) 

Ao consultarmos o significado deste vocábulo tanto no seu aspecto etimológico quanto no semântico, constataremos que o mesmo implicará no conjunto de direitos concebidos ao indivíduo, isoladamente ou em grupo, em exercitar a autoridade mediante sua vontade, dentro dos limites que lhe faculta a Lei.

No âmbito filosófico, concebe-se como uma independência do ser humano em exercer o poder e ter autonomia para agir com determinada espontaneidade. Por tratar-se de um conceito um tanto utópico, uma vez que é questionável se realmente os indivíduos têm a tal liberdade que pretensamente afirmam ter, podemos reconhecer o quanto isso torna-se paradoxal.

Ora, a minha liberdade será sempre proporcional à capacidade de abdicar de algumas vantagens pessoais e interesses que indelevelmente, causem transtornos às instituições, ao ecossistema, à Pátria e consequentemente, ao meu semelhante. Diversos pensadores e filósofos dissertaram sobre esse tema, a exemplo de Sartre; Descartes; Kant; Marx; Schopenhauer; Espinoza e tantos outros… todavia, nenhum deles concebeu a liberdade como a ausência de servidão e de submissão. Pois, aonde quer que estejamos, seremos sempre movidos por ditames e mecanismos que nos constrangem a adotarmos posturas e comportamentos que nos assegurem um salutar equilíbrio interior, emocional e espiritual.

O Livro dos Espíritos- primeira obra da codificação Kardequiana-, trata dessa questão precisamente, em seu Capítulo X, onde o codificador Sr. Hippolyte Léon Denizard Rivail, na questão 825 faz a seguinte indagação:

-Há posições no mundo em que o homem pode se vangloriar de desfrutar de liberdade absoluta?

Resposta: “ – Não, porque todos necessitam uns dos outros, tanto os pequenos quanto os grandes”.

À medida em que o indivíduo evolui, amplia-se a compreensão e o interesse pelos direitos alheios e, o seu errôneo conceito de liberdade forjado em resquícios egoísticos passa a adotar comportamentos altruístas e mais propensos a enxergar os seus semelhantes não mais como opositores, porém, como irmãos de caminhada com os mesmos direitos e deveres rumo a ascensão espiritual.
…………………………….
Artigo: Manoel Ferreira
Graduado em Letras.
Especialista em ” Ciências da Linguagem”,UFPB
Evangelizador do Cesb-Espírita de Boa Ventura.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Não é Apenas Um Sopão

foraDaCaridade

Não é Apenas Um Sopão
(Reynollds Augusto)

A verdadeira vida é regida por princípios, que se estabelecem á medida que o ser humano vai adquirindo a maturidade necessária. É por isso que tudo vem no tempo certo. As tristezas, as alegrias, as vitórias, as derrotas; a luz, a sombra, a verdade, as ilusões. São estágios, que passam, para que possamos seguir com mais experiência. A vivência no Planeta Terra, que é um campo de aprendizado, é de  provas, de expiação.

Antes a idéia era que “fora da igreja não há salvação” e, com o tempo, fomos aprendendo que essa proposta era um ardil para escravizar as mentes.  E tem cada Igreja, leitor!

1- sppão30127461_954195568064624_7214295930466467840_n
Com a Doutrina Espírita, que é Jesus de volta, concluímos que o princípio é outro: “Fora da caridade não há salvação”.  Salvação aqui significa evolução, aprimoramento, progresso interior, pois, efetivamente, já nascemos salvos, porque  nem um pai, principalmente de amor, criaria um filho para a perdição. “Nenhuma só das ovelhas do meu Pai se perder”. Esse é outro princípio.

O sentido de caridade, aqui, precisa ser decodificado. Não é apenas dar coisas, que tem seu mérito,  quando feito desinteressadamente, mas sim,  viver a vida com um sentido de solidariedade.  Tudo isso me remonta ao art. 3º da nossa carta magna  traçando os objetivos para o qual o nosso  Estado foi criado:

 “Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

       I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

       II – garantir o desenvolvimento nacional;

    III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

       IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Isso é espécie de “caridade”. Caridade institucional.

Nós temos duas casas espíritas que há décadas promovem o “Sopão Fraterno”. São os Centros Espíritas Jesus de Nazareth de Catingueira e Itaporanga. A comunidade carente se reúne para adquirir a sua saborosa sopa, feita com a energia do amor e, ao mesmo, evangelizar, conversar sobre as teses espiritas, que é um espiritualidade, digamos, mais qualificada.

O “Sopão Fraterno do Centro Espírita Jesus de Nazaré, de Itaporanga, teve o seu início com a nossa matrona DONA MARIA AGUIAR, que partiu, mas deixou o seu legado. Hoje, quem dá seguimento ao trabalho, que acontece sempre ás terças-feiras é a família do nosso irmão Antônio de Eva. Eva,  com suas filhas,  que realizam um excelente encontro com essas famílias, que são evangelizadas ao mesmo tempo. Muitos voluntários, trabalhadores da luz.

O Sopão fraterno do Centro Espírita Jesus de Nazaré da cidade de Catingueira também. Têm mais de vinte anos e faz o bem  ser movimentado, naquela que é a casa do nosso “UM AMIGO POETA”, Há  muitas histórias de alegrias impregnadas naquelas paredes. Muitos sorrisos, muita filosofia, muito conhecimento em torno da vida.

FAÇA A CARIDADE, “CABRAVEI”, fora dela sem “salvação”.
………………………………………………………………………………………………..

1Poesias do Alto
“CONDUTA PARA SERVIR”

                                     ( Espírito: UM AMIGO POETA)

Não basta a oração
É preciso muito trabalho ,
Se alguém busca a perfeição
A caridade é  o atalho .

Não importa nunca o horário
Serve sempre com amor ,
Para pagar teus honorários
Deus diminui a tua dor .

Exercita o coração
Pois isso  faz o melhor ,
Olhando a dor do irmão
A nossa fica bem menor.

Faz da caridade um lema
Com grandeza espiritual
Uma reencarnação sem problemas
Depende da vida atual.

Mas cultiva a humildade
NUnca divulgues teus atos
A verdadeira caridade
É Feita no anonimato.

Médium : AURELUCIA GOMES
Local: Centro Espírita Jesus de Nazaré da cidade de Catingueira
……………………………………………………………………………………………….

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

O Maior Mandamento

1Rey de Palitó
O Maior Mandamento

(Reynollds Augusto )

Sabe leitor, é preciso se espiritualizar, ou seja, buscar os objetivos maiores da vida. Isso é imprescindível, pois essa, a física, logo passa e estamos todos os dias deixando o corpo.

Esse momento, o do desencarne, está sendo acelerado por conta dos nossos excessos. Não dormimos bem, comemos e bebemos demais e o pior, só química. A indústria alimentícia nos “mata” “alimentando”. Não é exagero! Daí tantas doenças. Muito açúcar, muita massa, o resultado é o fracasso do organismo antes do tempo, é o “ta” pecado da gula. A pesar de ser o nosso corpo a máquina mais potente e segura, pode ser comprometida com a nossa inconsciência, às buscas das ilusões.

Sem falar nas diversas carnes no qual transformamos os nossos estômagos em cemitérios e isso tem repercussão orgânica. Duvide não!

Hoje eu estou escalado para falar no Centro Espírita Jesus de Nazareth de Itaporanga, pelas 20 horas, ali por trás da Igreja Católica e o tema que me foi oferecido é o maior mandamento. Você sabe qual é leitor? O leitor está convidado.

Jesus já disse em momento de ensinamentos:

Mas os fariseus, quando viram que Jesus tinha feito calar a boca aos saduceus, se ajuntaram em conselho. E um deles, que era doutor da lei, tentando-o, perguntou-lhe: Mestre, qual é o maior mandamento da lei? Jesus lhes disse: Amarás o Senhor teu Deus de todo o coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o maior e o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Estes dois mandamentos contêm toda a lei e os profetas.” (Mateus, XII: 34-40)

Tudo está resumido nisso, leitor. O resto é “enchimento de lingüiça”. A verdade é que nós ainda não sabemos o que é amar e estamos adormecidos, mas “o sol vai raiar”, não tem jeito. Uma da melhor forma de amar a si mesmo é se qualificar espiritualmente e não apenas academicamente, conhecendo o que é a vida, pelo menos na nossa condição.

É preciso sair do sono, da inércia e procurar a firmeza das buscas, pois quem não sabe para onde ir qualquer lugar serve. “Ser do mundo sem pertencer ao mundo”, ou seja, participar ativamente da vida em sociedade, se politizando, procurando tornar-se um cidadão consciente, sem as paixões extremistas, mas seguir sabendo que a temporada por essas bandas é curtíssima e a vida nos pedirá conta da administração dos seus bens, que não são nossos. É viver consciente.

1Zé camposO nosso amigo-irmão, José Campos, estárá nesse mesmo horário, também, no Centro Espírita Jesus de Nazaré, só que de Catingueira. Vai falar sobre a busca de um mundo melhor. Uma pena que não poderei estar presente. Lá é a casa de nosso amigo “UM AMIGO POETA“, que está com o seu mais novo livro no “Prelo”. Lindas poesias. Eu queria até divulgar algumas, mas fui proibido.  Não antes do tempo. É que sou um ansioso. Mas, quem não é? Gosto que o bem chegue logo.

Mas nós já temos todos os ingredientes ás nossas vidas e eles estão, em princípio, estabelecidos no Evangelho, de Jesus. É claro que ele chegou até aqui sofrido, modificado, mas as bases permanecem como as do  amor. Também, suas “dicas” foram escritas anos depois por pescadores, que tinham as suas limitações, mas como era um momento de estabelecimento de uma nova ordem á humanidade, foram auxiliados pelos espíritos de escol, que ajudaram Jesus a trazer a Boa Nova. A maioria eram médiuns, ou, como alguns acham melhor, profetas.

O maior mandamento é amar, o segundo é saber. Quem disse isso foi o “Espírito de Verdade” na abertura de O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, que acho, tendo gente que pensa diferente, que era da lavra do próprio Jesus:

“Espíritas, amai-vos, eis o primeiro ensinamento. Instruí-vos, eis o segundo. Todas as verdades são encontradas no Cristianismo; os erros que nele criaram raiz são de origem humana. E eis que, além do túmulo, em que acreditáveis o nada, vozes vêm clamar-vos: Irmãos! nada perece. Jesus Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade!” – (Espírito de Verdade. Paris, 1860.)

 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

MAS QUE NOME VOCÊ DÁ AO… DIGAMOS… QUER DIZER… AO TINHOSO?

MAS QUE NOME VOCÊ DÁ AO… DIGAMOS… QUER DIZER… AO TINHOSO?

(Cláudia Bandeira)

 

            Certa vez li numa revista que o “dito cujo” tinha mais nomes do que qualquer outra coisa no mundo, essa matéria dizia que nenhum ser tinha excitado tanto a imaginação humana como ele. Mas e aí, como você chama o capeta? Não pronuncie em voz alta rs

            1TinhosoAsmodeu, Belzebu, Azazel, Belial, assim o nomearam os hebreus… cada nome esquisito, dessa lista eu só conheço Belzebu, o nome, claro (Crêndospai!) .

Mas o tinhoso, nome “carinhosamente” dado ao diabo no sertão, tinha muito mais referências: Iblis, Arimã, isso lá pras quebradas do Oriente, aqui no sertão da Paraíba a gente chama, OPS! Chama não senão ele aparece rsrsos temerosos nordestinos o nomeia de Rabudo, Tinhoso, o pai da mentira, Cão, o beiçudo, capiroto, e por aí vai. Minha gente aí está ele, o Senhor das trevas, o Lúcifer dos crentes, o Demo, eu lhes apresento: Satanás! O Anjo caído, o gênio do mau.

            Quando se briga no sertão, ou se tem raiva de alguém, mal “querença” ou coisa assim , só se ouve palavrão  obsceno ou imoral, com conotações pejorativas em relação ao sexo.  O Diabo perdeu o privilégio do mal palavreado rs, caiu do trono na linguagem popular, anda meio esquecido, sem muitos poderes, mas resiste ao avanço tecnológico, pois não raras vezes os jovens o veem nesses games demoníacos. Mas, ao que parece, ele vai bem..bem devagar, obrigado.

            Há religiosos que dizem que o diabo é a origem das doenças, das misérias humanas,dizem ainda que quando as pessoas matam, roubam, mentem, enganam, bebem, fumam e outras coisas mais é ele, o Demo que os influenciam, É… talvez o diabo não esteja assim, tão esquecido, andam dando muito trabalho pra ele, e isso sem carteira assinada, sem férias, abono, décimo terceiro… Será que ele se alimenta só da ignorância? Então está de boa aqui na Terra.

            Do ingênuo seriado “Chapolin Colorado” à apresentadora Xuxa (o que disseram dela foi pura maldade), o diabo fez a festa. Quando minha filha era criança, sua pediatra aconselhou-me jogar todas as bonecas Barbies no lixo, pois a empresa tinha um tal “Pacto com o demônio”, o boneco Fofão foi estraçalhado por milhares de famílias por conta do mesmo pacto, fruto da superstição bestial humana. Me lembro de uma novela, das 18h (Globo), que o protagonista, Zeca Diabo, finalmente se encontra com o diabinho da garrafa, mas esse encontro foi tão emocionante que até ficou bonito… No final da história, a personagem Rosinha, com raiva do capeta, resolve enterrá-lo no meio da mata, encerrando sua atuação de ator no folhetim das seis… Mas que ser misterioso!

Ele está presente desde longa data  no imaginário do homem e é uma construção histórica que muda de tempos em tempos, sendo o arquétipo do mal representado de várias maneiras e com várias imagens nos filmes de terror. Com asas ou sem asas, com voz metálica e chifres medonhos, pés de bode e sempre preto ou vermelho. Dependendo da pena do ator, pode aparecer ora vociferando e fazendo desgraças, ora surgindo nas sagas de humor “O Auto da Compadecida” (Ariano Suassuna)  ou “A Comédia Divina”, filme baseado na obra “A Igreja do Diabo”, do  poeta Machado de Assis. Fica a dica de dois filmes bastante significantes (e engraçados)

            Atualmente, dá pra dizer que a “coisa ruim” está enfraquecido pelo racionalismo contemporâneo? A julgar pelo comportamento do homem , ela está na ativa. Na política nem se fala… nas manifestações hostis, na imbecilidade humana, no preconceito, na agressão, na violência…  há quem diga que a culpa é só dele, do diabo. Mas não, não, cara pálida, não coloque a culpa do seu caráter no diabo. Não coloque as suas fraquezas, o seu desamor, sua falta de humanidade no Demo para livrar sua culpa, sua culpa, sua máxima culpa. O que você pretende é jogar sua responsabilidade sobre o “tal” e isso ninguém merece, nem mesmo o Diabo com toda sua manha e artimanha. E viva às histórias de cordel!

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

UMA MENTE SEM LEMBRANÇAS

1Passado
UMA MENTE SEM LEMBRANÇAS

                      ( Cláudia Bandeira)

            Há quem diga que a arte imita a vida, eu acredito que muito da arte é baseado na vida real, ou baseado num boato real. Certa vez assisti a um filme que me fez refletir bastante sobre os instantes da vida em que sofremos de dores emocionais. Isso mesmo, as dores emocionais. Assim como sentimos dores físicas, que nos alertam que alguma coisa está errada com o corpo, também sofremos com as dores emocionais e acredite, muitas pessoas prefeririam passar pela dor de uma perna quebrada do que passar pela dor da rejeição amorosa.

            O filme contava a história de um casal de namorados que, por algum motivo, decidiram esquecer um do outro… Mas isso é possível assim? Só dependendo da vontade e pronto? Não! No entanto, no filme, era uma realidade. A mocinha do filme, Clementine, procura um método fácil que faz com que todas as lembranças vividas com o namorado Joel sejam apagadas assim, sem dor ou piedade. Joel, decepcionado com a atitude da amada, decide fazer o mesmo e lá estão os dois, esquecidos dos momentos mais felizes que passaram juntos. Fico pensando com os meus botões: Já imaginou se isso fosse possível na vida real? Não que seja totalmente impossível, pois cientistas já estão testando uma droga que apaga memórias ruins (propranolol). Várias experiências foram feitas com ratinhos de laboratório, mas acredito que essas experiências não vão avançar por conta do conselho de ética, mas, e se fosse realmente possível apagar da nossa mente um amor que não nos dizmais nada? Seria possível apagar a dor da rejeição?

            A dor de um coração partido é uma das experiências mais dolorosas do ser humano. Todo mundo já passou por isso e quem não passou, certamente irá passar. Quem não se lembra da sensação gostosa de estar com alguém por quem estejamos apaixonados? O coração se descompassa, ficamos meio “abobalhados” e imensamente felizes. É algo comparável com o uso de drogas, pois a paixão nos torna compulsivos, tipo um vício. Já dizia o neurocientista Pedro Calabrez que durante a paixão nós ficamos em um estado de demência temporária, com duração de doze a dezoito meses, e num estado de hipermotivação, estresse, obsessão e compulsão… Não é pouca coisa mesmo.

            Mas, voltando ao casal do filme, eles realmente se esqueceram um do outro. E você? Teria coragem de passar por um processo desses para esquecer um grande amor que partiu assim, sem explicação? Um amor impossível, um amor não correspondido ou até desdenhado? Muitas pessoas o fariam se pudessem, eu não faria! Acredito quelembranças ruins nos ajudam a delinear um novo modo de vida, é como a dor que doendo nos protege, ela foi de extrema importância para a nossa sobrevivência. Acredito que só passando por dores assim, às vezes tão cruéis, somos capazes de gerar “anticorpos psíquicos” que nos resguardarão de experiências futuras. Com certeza haverá sempre uma razão para cada aprendizado que conquistamos na vida. Dores apagadas, experiências repetidas, dores suportadas, aprendizado garantido…

            Quanto ao filme, você nem imagina. Joel se reencontra com Clementine, sem lembrança alguma do amor que vivenciaram, mas o destino os pega de jeito, pois eles acabam se apaixonando de novo. Incrível! É tipo uma experiência que você precisa passar na vida e nada, nada poderá fazer com que você escape desse aprendizado rs parece até Karma, né? Mas não é nada disso.

            “Apagando um da mente do outro, todas as experiências vividas são dadas como inúteis. A vida os obrigou a reviverem essas experiências, já que sem elas, a vida não tomaria o mesmo rumo.”

Para saber mais:

A pílula do esquecimento (https://super.abril.com.br/ciencia/a-pilula-do-esquecimento/)

 

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Livro Paulo e Estevão

Igreja do Rosário1e2PENSE BOM DIA !
Livro Paulo e Estevão
…………………………………………
(…) Foi nesse instante que um dos tribunos, em cujo olhar autoritário perpassava acentuada malícia, acercou -se dele, interrogando-o asperamente:
— Olá, judeu desprezível, como ousas passar sem saudar os teus senhores?
O interpelado estacou, pálido e trêmulo. Seus olhos revelaram estranha angústia que resumia, na sua eloqüência silenciosa, todos os martírios infinitos que flagelavam a sua raça. As mãos enrugadas lhe tremiam ligeiramente, enquanto o busto se arqueava reverente, premindo a longa barba encanecida.
— Teu nome? — tornou o oficial, entre desrespeitoso e irônico.
— Jochedeb, filho de Jared — respondeu timidamente.
— E por que não saudaste os tribunos imperiais?
— Senhor, eu não ousei! — explicou quase lacrimoso.
— Não ousaste? — perguntou o oficial com profunda aspereza.
E, antes que o interpelado conseguisse oportunidade para mais amplas desculpas, o mandatário imperial as sentou-lhe os punhos cerrados no rosto venerável, em bofetões sucessivos e impiedosos.
— Toma! Toma! — exclamava rudemente, ao estridor das gargalhadas dos companheiros presentes à cena, em tom festivo — guarda mais esta lembrança! Cão asqueroso, aprende a ser educado e agradecido!…
O velhinho cambaleou, mas não reagiu. Percebia -se-lhe a surda revolta íntima, a traduzir-se no olhar chamejante, indignado, que lançou ao agressor com uma serenidade terrível. Num movimento espontâneo, olhou os braços encarquilhados na luta e no sofrimento, reconhecendo a inutilidade de qualquer
revide. Foi quando o verdugo inesperado, observando-lhe a calma silenciosa, pareceu medir a extensão da própria covardia e, colando as mãos na complicada armadura do cinto, voltou a dizer com profundo desdém:
— Agora que recebeste a lição, podes procurar o mercado, judeu insolente! ( Pag 7)
………………………………………………………………………………………..
* Muito sofrimento, para que a Proposta de Jesus sobrevivesse até nós

Leave a Comment

Filed under Uncategorized