Polindo a Pedra Bruta

PENSE BOM DIA !
…………………………………….
Polindo a Pedra Bruta
(Reynollds Augusto)

Sabe leitor , não é difícil entender que todos nós vivemos no mundo da causalidade. Esse é o fenômeno essencial das nossas vidas. Plantação e colheita são os móveis do existir, foi por isso que Jesus, o maior dentre nós, sem sombra de dúvidas, já nos disse: “ A cada um segundo as suas obras” . E eu acrescento: e as suas omissões também.

Segundo os imortais o que nos acontece têm duas origens, uma da vida anterior e outra nessa vida. Na verdade a vida só é uma ,pois somos imortais, experimentando vários momentos em  corpos físicos até á depuração total, que as religiões chamam de salvação. É por isso que é “necessário nascer de novo”,segundo Jesus. “Dá água, corpo e do espírito, transformação interior”. Ou seja, o “cabra” retorna a um novo corpo, para desfazer as bobagens que cometera, resignificar e aprender, pois da justiça do homem pode-se fugir, mas da de Deus, nunca.

Foi por isso que Jesus, o mestre, já bradou em outros tempos: “Não sairás daí, – do planeta Terra – enquanto não pagares até o ultimo ceitil. Então, só reencarnando, pois o corpo físico não pode mais voltar a vida. É que somos materialistas e pretendemos reviver eternamente com “tripa e tudo”. Mas, o corpo morre, ou seja devolve os elementos químicos emprestados, para o fazimento do arcabouço físico e o espírito, desencarna, seguindo a vida. Nada mais simples. Somos imortais, ainda bem. A maioria do resto é teoria de igreja.

Nós estamos no planeta Terra para a educação do espírito, que é muito mais do que instrução. Instruir-se é fácil, educar é que é o “pulo do gato”. Na verdade estamos, por essas bandas do universo, para o desenvolvimento da razão e do sentimento. Isso é da lei de Deus, aprimoramento, que as religiões tradicionais chamam de “salvação” , afinal “nenhuma só das ovelhas do meu Pai se perderá”. Nenhuma mesmo.

Para isso é preciso “polir a pedra bruta” e isso depende de consciência, que se desenvolve com um tempo, senão mais sofrimento experienciaremos, segundo os imortais, do alto do “oriente eterno”. Dizem eles:

“As vicissitudes da vida são de duas espécies, ou, se quisermos, tem duas origens bem diversas, que importa distinguir: umas têm sua causa na vida presente; fora desta vida. “

Existem dores, tremendas, que não tem explicação, senão quando volvemos ás causas anteriores. Para todo efeito há uma causa e isso é axioma científico.

Mas, de uma forma ou de outra , é só prestar a atenção e “polir a pedra bruta”, senão seguiremos cambaleantes rumo á felicidade, que não está nas coisas ou nas pessoas.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *