O DIA NINGUEM SABE

O Dia Ninguém Sabe
(Reynollds Augusto)

Sabe leitor, existe um escritor espírita, aposentado do Banco do Brasil, que se chama Richard Simonetti e que escreve belíssimos livros com temas de espiritualidade.

É fácil localizá-lo no Google. Ele tem uma página própria, com excelentes textos publicados e seria de bom tom colecionar os seus livros, lê-los e relê-los sempre.

O “cabra” sabe das coisas. Dê uma espiada que vale a pena. Uma leitura simples, agradável, tratando de profundidades.

Em um de seus textos ele é enfático ao defender que nós devemos prestar a atenção na vida, pois, geralmente, devido à conjuntura social, vivemos como autômatos e apenas existimos. E há uma grande diferença.

Você sabe leitor, qual? É preciso saber, para aprender a viver.

O danado é que nossa passagem por essas bandas é curtíssima e “daqui a pouco” seremos “todos história”, pois o tempo é ilusão.

Se engane não!

Temos um “quantum” de energia vital apropriado á condição de cada um e cada dia ela se esvai. A cada dia menos um dia de vida física e estamos todos na contagem regressiva. Sem falar nos nossos “arroubos” da inconsciência, que desgastam o instrumento somático.

Álcool, as demais drogas, noites e noites sem dormir, comer exageradamente… Tudo isso faz desgastar essa energia vital. Dai a importância de procurarmos a “melhor parte”, como disse Jesus a Marta, em casa de Maria.

Qual seria a melhor parte? O leitor sabe?

A grande verdade é que o dia ninguém sabe e todos os corpos têm prazo de validade.

Quando nascemos já começamos a morrer. Não nos impactamos tanto, pois, na verdade, sabemos intuitivamente que somos imortais, usando corpos mortais.

Não há nenhuma garantia de que amanhã estaremos por aqui. É claro que, em muitos, a ascendência da matéria prepondera e esses vivem de ilusão, no “terra –a- terra”, “vivendo” como se nunca fossem morrer e nada mais certo do que a morte do corpo físico.

Outro dia,  e todos de Itaporanga sabem disso , quando vinha da cidade sorriso, de moto, ao estudar Direito, sofri um tremendo acidente , que me rendeu alguns dias em coma e uma profunda incerteza dos meus, se conseguiria sair dessa equilibrado.

Nem os médicos acreditavam na minha integral recuperação. Mas, não era o meu momento.

“Se fosse um homem de bem teria morrido”… ( Evangelho Segundo o Espiritismo)

Um fato de que não me esqueço é que os meus colegas do fórum, especialmente a mulherada, fez um desenho à minha cara, feio como eu e a cada notícia da minha melhora, o desenho ia se erguendo Foram orações positivas, pois vivemos no mundo das energias. Nem a matéria existe, sendo pura energia. E com um tempo, o boneco estava todo reerguido, retratando o meu restabelecimento.

Nada mais feliz do que fazer amigos. Viva fazendo amigos, eles esteiam as nossas vidas. Sempre precisaremos deles.

De outra sorte, outros me matavam todos os dias. Faz parte.

Mas, o dia ninguém sabe. É que ninguém, na verdade, morre leitor, desencarna. É bom ter essa certeza e essas provas.

Ontem eu desci a Avenida Getúlio Vargas a ermo, para dar um giro pela cidade e sentei-me junto ao meu amigo Antônio Filho. Disse-me que o seu pai morrera e precisa estar aqui dando assistência á sua velha mãe, ainda em pleno vigor. Falamos muito e ele conhece a literatura espírita e sabe da existência do períspirito, o corpo do espírito.

Quando o “cabra” morre, precisa devolver os elementos químicos que compõem o corpo, à Terra. Foi um empréstimo. Daí aquela assertiva bíblica: “o homem veio do barro e ao barro voltará”. Não tem jeito, mas o espírito segue.

Antônio Filho visitou-me no Hospital Antônio Targino, na cidade de Campina Grande, com a sua esposa e ela saiu da visita entristecida, pois não acreditava na minha recuperação.

Os médicos diziam que se eu voltasse não retornaria do mesmo jeito e sim com várias limitações. Afinal uma enorme pancada na cabeça, com um rombo no lado esquerdo, sem praticamente respirar, não teria cérebro que aguentasse.

Mas fui assistido pelos médicos da Terra, com uma ajuda dos médicos espirituais, que intervieram no meu períspirito.
Doutor Fernando Loureiro e Dr. Rafael, estão aí para confirmar.

Temos um corpo energético, anterior ao somático. A ciência espírita o chama de períspirito e tudo que se faz no períspirito, repercute no corpo físico.

” A exemplo do corpo físico, que têm seu funcionamento através da composição de sistemas como, o circulatório, respiratório, digestivo, reprodutor, e outros, assim também o corpo espiritual, o conhecido perispírito, não é apenas um elemento que comporta e atende todas as necessidades do espírito que ora atua no mundo físico, ora no mundo espiritual.”

Quando a ciência materialista descobri a sua existência – e já está acontecendo- as doenças serão mais bem tratadas.

Depois de uma cirurgia espiritual fui ganhando força e voltando pouco a pouco ao normal.

Já soube de câncer do tamanho de uma laranja desaparecer de cabeça de uma pessoa , como se fosse milagre. Mas não, foi interferência no períspirito, pois milagres, pelo mesmo, como os conhecemos não existem. Deus não derroga as suas leis, pois perfeitas.

Jesus, o médico dos médicos, sabia disso e por isso curou tantos e outros não, pois tudo depende de merecimento e do histórico de vida de cada um.

Antônio Filho disse-me que fez uma dessas operações espirituais, com êxito. Enormes pedras nos ruins, que lhe causavam dores tremendas, depois de um tratamento espiritual, foram extirpadas do seu organismo e contou até uma estória jocosa:

Uma enorme fila, com vários pacientes e vários auxiliares. O médium aproximava-se de cada um e ía pouco a pouco os dispensando.

– Você, pode ir. Não tem nada.
-Você, também…

Ficou desconfiado dizendo para si mesmo que tudo aquilo era uma grande “balela”.

O Espírito a proximou-se dele e disse:

Você! Tem pedras nos ruins, vamos entrar.

Colocou as mãos sob no local e pouco a pouco se sentiu anestesiado, continuou o tratamento e dias depois as pedras desapareceram, nunca mais sentindo dores e hoje “tá” um menino.

O pagamento foi um obrigado.

Aproveite cada segundo por aqui leitor, pois o dia ninguém sabe, mas se tiver que deixa o corpo, não fique triste, você segue, o corpo fica.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Image may contain: 1 person
LikeShow more reactions

Comment

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *