Ela Se Foi

12507265_237084823289719_1151268065872076807_nEla Se Foi

(Reynollds Augusto Cabral)

 Ela se foi, como todos nós estamos indo para sempre permanecer, com os nossos comprometimentos, compromissos e facilidades. A vida é causalidade.

 A vida sempre é o resultado do que nós somos, pensamos e agimos.  Temos a vida que merecemos. E isso não tem relação direta com as posses, as posições, pois quase sempre a prova da riqueza é mais comprometedora do que a da pobreza e daqui a pouco teremos que devolver tudo ao verdadeiro dono, pois somos, apenas, administradores.

 Tem agente adormecida, fascinada pelo brilho que ofusca e que já, já se apagará. É preciso entender o que são os verdadeiros tesouros que a traça nem a ferrugem podem consumir.

 “De que adianta ao homem ganhar o mundo e perder a sua alma” (Jesus)

 Mas ela foi uma octogenária. Perdeu o marido cedo e ficou no “campo de batalha” para conduzir a sua prole.  Uma história parecida com a de muitas outras mães. Veio da cidade de Diamante. O marido sempre trabalhou na construção civil, arte que passou ao seu filho, José Cleudo, e que aprendeu com galhardia.

 O féretro passou aqui próximo á minha casa. Um silêncio respeitoso, uma musica de fundo. O fim de mais uma etapa cumprida, nessa vida imortal que não tem fim.

 A morte dos qualquer pessoa deve gerar reflexão. E reflexões em torno da vida deve der uma pauta constante. Ontem, mas uma vez eu fui ao CESB de Boa Ventura, pelas 20 horas. Lá temos uma reunião sagrada, de aprendizado. É sempre bom oxigenar a mente com o que é essencial, sem descurar o secundário, pois também , quando bem administrado, é ferramenta de evolução.

 O certo é que aqui ninguém ficará. 

O que você levará na sua bagagem?

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

                www.pensenisso.itaporanga.net 

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *