Golpe?

PENSE NISSO! MAS PENSE DIREITO
………………………………………………………………………………
Eita! Fevereiro Tá Chegando. A Zoada Recomeçará. Quem se salvará?
(Reynollds Augusto Cabral)

A Câmara autoriza o senado processa e julga. Ou não. O artigo 51 e 52 da Constituição Federal, a “Bíblia” do cidadão é que diz. O art. 85 elenca o que seria crimes de responsabilidade. A lei nº 1.079, a mando do parágrafo único, detalha e pormenoriza.

A Constituição é “coisa” sagrada e dessa forma deve ser encarada. É o espírito do nosso Estado de Direito.

Se for admitida a acusação contra a presidente, e parece que vai – ou não – com 2/3 dos representantes do povo, ela será julgada pelo Senado Federal, implementando sua função atípica. Quem preside esse processo é o Presidente do Supremo Tribunal Federal, mas não vota. Ela, a presidente, só pode ser afastada do cargo, para o “Grande Temer” assumir, se o processo for instaurado pelo Senado.

Nesse samba do “Crioulo doido” o que parece ruim ficará pior. A nossa crise é mais política e principalmente moral. Esse negócio de terceiro turno é ruim para democracia. E o “sujo fica querendo tirar o mal lavado” do poder, para locupletar a sua turma. Desse jeito não tem ninguém que administre bem. E o povo, o real detentor do poder, fica a ver navios, pois a sua soberania , pelo voto, está cada vez mais sendo menos forte.

Tudo isso me fez relembrar aquela estória grega do Dâmocles. 
Quem conta bem essa estória é o escritor espírita Richard Simonetti, que sabe das coisas.

Dâmocles protagonizou algo interessante. Ele era um bajulador da corte do tirano Dionísio. Para polir o ego do seu chefe defendia que Dionísio era um verdadeiro homem de fortuna e poder.

Foi que o tirano saiu como uma interessante: resolveu trocar de lugar com Dâmocles por um dia para que o bajulador pudesse sentir o gosto de tudo de bom que ela achava que o tirano experimentaria. Seria servido de prata e ouro, teria as mais belas garotas e as melhores comidas.

O tirano determinou que fosse pendurada sobre o pescoço do bajulador uma espada presa apenas por um fio de cavalo. Quando ele viu aquela espada sobre a sua cabeça ficou triste e perdeu o interesse por tudo de bom que poderia experimentar e disse que não queria mais ser afortunado e ter poder.

É um conto interessante que reflete, um pouco, o estado em que nos encontramos. A presidente eleita constitucionalmente está com uma espada sobre o pescoço.

Mas, impedimento não é golpe, pois tem esteio constitucional. Sendo preciso ter base probatória. Essas chamadas “pedaladas fiscais” quase todos os outros presidente as efetivaram, mas, nesse caso, com um fim útil, que foi promover o mínimo social.

O jogo é político.

Se você não gosta da presidente e se arrependeu por ter votado nela ou porque seu candidato não ganhou, paciência. 2018 vem aí e vamos tirá-la. Tenha mais cautela quando for votar novamente. É claro que impedir sem um fato seria um golpe, mas apresentar denuncia seguindo o ritmo constitucional é possível.

Nessa “angu” os dois lados têm seus comprometimentos.

E VIVA A DEMOCRACIA! O POVO DÁ, O POVO TIRA.

PENSE NISSO! MAS PENSE DIREITO.

www.pensenisso.itaporanga.net

 
Foto de Rey Auca.
Comentários
Cláudia Bandeira
 
Cláudia Bandeira Uma imagem valeria por mil palavras? rs

 
Foto de Cláudia Bandeira.
Descurtir · Responder · 1 · 4 h
Cláudia Bandeira
 
Cláudia Bandeira Pra mim, a democracia atual passa longe da sacralidade, mas se é ruim assim, pior sem ela. O ideal seria que tivéssemos uma “cosmocracia”, mas seres involuídos que somos estamos longe dessa possibilidade. Então, é bom pensar nisso rsrs

 
Curtir · Responder · 4 h · Editado
Rey Auca
 
Rey Auca Chegaremos lá
Antes vamos penar.

 
Curtir · Responder · 4 h
Cláudia Bandeira
 
Cláudia Bandeira Antes vamos pensar rs Vai demorar…

 
Descurtir · Responder · 1 · 4 h
Rey Auca

Escreva uma resposta…

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *