Juízo Final

Quem sou eu?

(Reynollds Augusto)

 Não é uma pergunta muito fácil de responder, de maneira pronta. Não somos, apenas, essa pessoa, com esse RG e com esse CPF. Somos muito mais. Somos antes de tudo espíritos imortais, que utiliza um corpo físico, temporal, perdendo a sua energia vital a cada segundo, rumo ao retorno, desencarne, que as pessoas chamam de morte.

 Pense num “negócio” que ninguém fugirá e que acontece a cada dia, sem percebermos?

 E é bom que seja assim, pois se soubéssemos o dia do retorno, ficaríamos ansiosos. O leitor sabe que o dia da morte do corpo físico, só Deus sabe. Nem os espíritos podem vislumbrar. Se algum deles te disser isso, desconfie. Tá zombando, te enganando. Deus sabe, porque para ela não há tempo e nem espaço, é onisciente, onipresente, sabendo de tudo, presente, passado e futuro. Eita! Até rimou.

  Na verdade , quando o bíblico disse que só se morre uma vez, tem toda razão. Eu e o leitor, nessa condição, com essa personalidade, só morreremos uma vez. Precisamos devolver ao planeta Terra, os elementos químicos que nos constituíram. Foi um empréstimo.  Ferro, potássio, magnésio… água. Somos 70 por cento feitos de água. Somos águas andantes, pensantes.

 As concepções teológicas, com base nos textos bíblicos, defendem que Deus criou o homem, colocando-o no mundo para “reinar”.  Passa uma temporada por aqui, que por mais longa que aparentemente seja, chega logo, pois o tempo é ilusão e depois dormirá para o juízo final. Pense numa coisa sem sentidJuizo finalo.

 O mais irreal possível acontece depois.  Acontece um milagre. Esse sim é um milagre espantoso. Os corpos sairão de dentro do caixão, mesmo que não possua mais nem osso.  Todos os átomos serão atraídos, reaproveitados e o corpo destruído se forma para tal juízo. E haja gente.  O planeta não caberá.

 Queria saber como Deus fará para um não pisar no pé do outro, quando vir esse “juízo”.  Sem falar naqueles que morreram queimados, carbonizados. E que dizer daqueles outros que optarão por se transformar em cinzas e não enterrados?

 Nós não ainda não entendemos as questões espirituais. E por falta de preparo, queremos materializá-las, quando tudo que foi feito do elemento material, se acabará o melhor, se transformará. O nosso planeta Terra, o nosso Sol, está se acabando. O sol é uma grande fogueira, que está queimando massa, de proporções mais que nucleares e ele, um dia, se apagará. Por conseqüência não haverá vida orgânica por essas bandas, pelo menos da forma como as conhecemos.

 Mas é bom que o leitor entenda que não se processa dessa forma. É preciso entender o que está por trás dos símbolos. Nós somos espíritos imortais, criados pela causa, que apelidamos de Deus, mas ele nem é do sexo masculino e feminino. É a inteligência suprema do universo, causa primeira de todas as coisas, que a única coisa que nos deu de graça foi a vida, não apenas a vida física, que se vai a cada segundo, mas a vida do espírito, que usa vários corpos até atingir a plenitude, que as religiões chamam de “salvação”, que nada mais é do que EVOLUÇÃO.  Foi por isso que JESUS, o nosso modelo e guia disse:

“Nenhuma das ovelhas do meu Pai se perderá”

 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *