” É NECESSÁRIOS QUE VENHAM ESCÂNDALOS “

PENSE-DIREITO1É Necessário que Venham Escândalos”…

(Reynollds Augusto)

 

O mestre dos mestres foi quem disse isso e ainda completou… “mas aí daquele por quem escândalos venham”.

 

É simbólico e profundo. O que estamos vendo nos noticiários, no que diz respeito aos escândalos.  é “coisa de doido”. Mas, doido mesmo é acreditar que eles nunca aconteceram. E se for mais além, é um modelo do que acontece em muitas administrações municipais, estaduais e em várias direções, gerências, como nos hospitais, por exemplo. O Dinheiro sai, mas não chega e quando chega , some.

 

É sintomático, mostrando que não estamos preparados para lidar com a coisa pública e na primeira oportunidade, desvia-se o dinheiro, provocando, por consequência, toda sorte de desatinos nas áreas básicas de qualquer Estado: Saúde, Educação e Segurança.

 

Todos são culpados. O enriquecimento ilícito toma proporções alarmantes. E somos culpados, pois não entendemos que estamos no Planeta Terra para, exatamente, aprender a se comportar moralmente, usando os instrumentos de conquistas, profissão e tudo mais, na realização do bem geral, pois , segundo os imortais, a sociedade está em a natureza.

 

Como ainda somos uma sociedade materialista, que lotam as igrejas da ilusão, perdemos a oportunidade de realizar em nós aquela proposta do “revolucionário”, Jesus, o de Nazaré, o Cristo.

 

“Sede perfeitos, como perfeito é o vosso Pai, que está nos céus”.

 

“Alias, o preconceito da época dizia que:” quem é de Nazaré, bom sujeito não é. Pois , era um cidade pequena  e economicamente fraca. Como pode o messias nascer em Nazaré? Diziam os judeus. E ainda hoje eles não o tem como o messias, apenas como mais um dos profetas. Não admitem o evangelho, que não faz parte do seu livro sagrado. Nós é que o incrementamos, anexamos, alteramos e ainda o usamos para discriminar, perseguir o irmão. Principalmente se ele for de outra religião. Voltamos até a vender terrenos no céu e a turma, descompromissada com a mensagem e apenas ligada em se dá bem, e angarias o “ouro do tolo” que ficará aqui, pois só levaremos ao mundo dos espíritos o que sabemos o que sentimos e o que fazemos.

 

Nossas leis, nosso direito, também está se aperfeiçoando e é tão inferior quanto a nossa condição. Ainda bem que temos a Constituição, a “bíblia do cidadão”, que contem princípios morais que coíbem a feitura de leis, de raiz, ate com princípios evangélicos, que sustenta a honestidade, a moralidade, a felicidade.

 

Eu penso que todos os Estados, pelo menos os Democráticos de Direito, existem para promover a felicidade do seu povo.  Isso me fez relembrar o positivista Kelsen: “A felicidade social, é a felicidade garantida por uma ordem social. Neste Sentido, Platão identifica justiça á felicidade, quando afirma que só o justo é feliz, e o injusto, infeliz”.

 

E isso é assim, pois as leis de Deus estão escritas na nossa consciência. E não em nenhum livro dito sagrado, dos judeus ou não. No tempo certo seremos cobrados da nossa administração, afinal somos apenas gerentes dos bens do dono e ele nos pedirá conta, pois daqui a pouco vamos “bater as caçoletas”.

E chega ligeirinho, ligeirinho, pois o tempo é ilusão.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *