Ninguem Consegue Se Matar

logo PENSE NISSOPENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Ninguém Consegue Se Matar

                         (Reynollds Augusto)

A questão da vida e da morte sempre intrigou o ser humano. Mais do que a morte, a vida é um grande mistério. Espíritos imortais que somo, criados na madrugada do tempo, simples e sem saber, estamos nos movimentando para adquirir experimentos do sentir e do saber. Até rimou.

De vez em quando, aqui no Vale do Piancó, o noticiário local dá conta de que um dos nossos irmãos suicidara-se. É interessante que quando o fenômeno acontece próximo de nós, ficamos circunspectos, ensimesmados, tristes. Como alguém tão próximo, que produziu tanta vida, pode ter ceifado o bem mais precioso de toda a Terra?

Não há respostas convincentes. Depressão? Tristeza? Melancolia?

A grande verdade é quando pensamos em dar cabo ás nossas vidas, o objetivo primeiro é se livrar do sofrimento, da prova, da expiação. É uma fuga, que definitivamente não acontece de verdade, pois nós não somos o corpo e sim estamos no corpo. É uma atitude grave, pois só quem pode tirar a nossa vida é Deus, a ordem natural. Saímos mais compromissados e como não é possível fugir do progresso próprio, voltaremos ao palco terrestre em condições menos favoráveis.

Eu, do alto da minha ignorância, não saberei dizer se é mais grave matar, ou matar-se. Talvez matar-se. Pois a decisão impensada ocasiona graves efeitos á vida daqueles que conviviam conosco. É uma prova de egoísmo, um das chagas da humanidade ou uma profunda falta de fé. Não essa fé equivocada das religiões. Mas aquela certeza íntima de que o “Pai” quer o melhor para os seus filhos e que as dificuldades na vida, são reações do que somos e do que pensamos, sendo passageiro o experimento, mas necessário

“Quando mais se adentra a madrugada, mais próximo está o alvorecer de um novo dia”. Gosto dessa frase. Em um minuto apenas, tudo muda. Enquanto estamos sofrendo Deus está providenciando o auxílio.

A perda de entes queridos é um dor que atinge a todos. Representa um prova ou uma expiação, sendo fenômeno comum da lei. O “cabra” nasceu, começou a morrer. Mas só o corpo morre.

Estamos todos na contagem regressiva e não adianta antecipar porque esse “intensivão” por aqui é curto demais e aproveitá-lo o máximo possível é a certeza de que subiremos mais rápido um degrau da escala da evolução.

Resta-nos orar. Vibrar e pedir a Deus para que ele possa ajudar o suicida a reencontrar o seu caminho o mais rápido possível.

Alguém da minha infância fugiu da vida. Mas essa é uma fuga falsa.

A nossa meta é a felicidade.

Que ela encontre a sua, pois a vida continua;

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

“Triste Direito de Greve”

Barba“Triste Direito de Greve”

               ( Reynollds Auusto)

 

Eu sou cliente do histórico Mercadinho “Santo Antônio”, da Rua Treze de Maio, na cidade de Itaporanga, herdado por meu amigo de infância, Zeucles. O seu velho pai, Seu Antônio, não tão velho assim, partiu cedo para a pátria espiritual e deixou a destemida, Dona Terezinha, para cuidar dos meninos.

 Desde o tempo da minha avó Maria Perpetua que ando por aquelas bandas. Já disse a ele que não compraria mais fiado. Como todo bom vendedor, me convenceu do contrário, dizendo que quem não compra fiado não tem crédito. Não há como saber se é um bom pagador. Eu procuro sê-lo, principalmente porque o Zeucles me concede automaticamente o “DCE” (Desconto para Clientes Especiais).

Deve ser por isso que honro os meus compromissos em dia. Receber o DCE estimula o pagamento.Mas, hoje fui fazer umas compras  e ele aquiesceu a minha nova “capa”. Resolvi deixar a barba crescer para mudar a cara. Convidei-o a fazer o mesmo. Não concordou, pois a sua mulher “Bá”, que estava bem próximo, no momento ,logo revidou, dizendo que não admitia e que era terminantemente proibido.  Disse a ele que isso seria “atitude de macho”, mas ele reforçou que o “macho” da sua casa, infelizmente, é a sua mulher. Pois quando quer faz umas greves insuportáveis, ele não agüenta. “Bá” não deixa barato.

Mas falei ao Zeucles, em tom moderado, que aquela seria as últimas horas da minha linda barba, eleita pelas redes sociais como a barba mais linda do pedaço, sem nenhuma falsa modéstia. É que a minha mulher, não muito solidária, bateu o pé e disse que de hoje não passaria, senão iria fazer aquela greve geral. Deve ter conversado com “Bá”.

Tive um impacto. O protesto foi grave demais e quando a minha mulher ameaça, ela faz mesmo. Conheço o “meu gado”. Resolvi aceitar a proposta (ameaça), pois nessa “guerra” não há paridade de armas. Com certeza perderia o embate. Não podendo derrotar o inimigo o mais certo é juntar-se a ele. Esse tipo de greve se torna grave, pois ameaça a emoção e pode produzir sensibilidade, prejudicando o coração.

Estou indo agora ao barbeiro, tristemente, fazer a barba, mas não poderia deixar de realizar o meu protesto em forma de memoriais.

E VIVA A BARBA! Símbolo da “Macheza”. Vou tirá-la, pois seria uma luta sofrível, sem vitoriosos e o bom senso faz parte das lutas da vida.

Tirei a barba.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

 

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

Cada Um Com a Sua História

Filosofia EspíritaCada Um Com Sua História

(Reynollds Augusto)

 

Cada pessoa é uma escritora de sua vida é a construtora do seu próprio destino. Nessas páginas podem ser escritas tudo de bom ou de ruim, isso é plantação.

Mas, vez por outras somos “pegos de surpresa”, pois certos acontecimentos difíceis surgem quase que inopinadamente no nosso caminho. É a vida cobrando-nos os equívocos, isso é colheita.

“A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Isso é Jurisdição Divina.

Ainda bem que Deus divide a promissória e pagamos em suaves prestações, isso é oportunidade.

O fardo é, mesmo assim, devido aos erros, leve e os ombros suportam, pois o objetivo da Justiça Divina é ajeitar o desavisado, para colocá-lo na estrada reta do aperfeiçoamento.

Hoje eu estava lendo as páginas de um livro que ganhei de presente em dezembro de 1989, da minha amiga cearense Célia Aires Brito, “Seareiros de Volta”. O tempo nos separou. Tentei encontrá-la no face, mais não logrei êxito.

Ela Passou uma temporada na cidade de Itaporanga, quando trabalhava na agência do Banco do Brasil e seguiu o seu destino , escrevendo a sua história, no livro do Tempo, guardado na Biblioteca Universal da vida, que não se acaba nem com a morte do corpo físico. Sempre foi uma pessoa sensata, sensível.

Mas o texto é intitulado “TEM BOM ÂNIMO”, do Espírito CLÉIA ROCHA, no ensinando que por mais turbilhonária e dolorosa seja a nossa existência não devemos esquecer três recursos essenciais que sustenta a nossa paz íntima: 1) A prece; 2) As leituras edificantes e o mais importante

3) O serviço desinteressado em favor do próximo.

O que você está escrevendo nas páginas de sua vida? PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO www.pensenisso.itaporanga.net

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

SOMOS LIVRES?

 

Filosofia EspíritaSomos Livres?

(Reynollds Augusto)

 

O próprio Jesus, momento antes de realizar sua trajetória de ensinamentos, certa vez, passou quarenta dias no deserto, sozinho. Talvez para refletir na sua missão, que não seria fácil. Ou, manter contato com o Pai reservadamente, haurindo forças para começar e completar a sua meta, o mais provável.

 

Espírito angelical, que veio das dimensões mais sublimes do universo infindo para encarnar em um escafandro limitado, condizente à nossa realidade psíquica, é coisa de louco. Só muito amor para vir ensinar a esse bando de feras, egoístas e orgulhosos, que somos todos nós.

 

Passados mais de dois mil anos de sua estadia por essas bandas do universo, a humanidade ainda sofre pela sua ignorância. Distorcem os seus ensinamentos, não conseguimos ainda nos libertar dos símbolos, das “muletas”. É brincadeira, como diz o meu venerável Zé Nilton, o que fazemos das pérolas que nos foram dadas.

 

Mas, não somos inteiramente livres. Queremos terminar o colegial, a faculdade, as “pós”, para encontrar a libertação e aprendemos que tudo isso são etapas de uma vida imortal (só o corpo morre). Etapas  de aprendizado.  Saímos de casa para libertação; cansamo-nos para libertação e ficamos presos a novos compromissos, pois a vida se chama movimento, trabalho, buscas, experimentações.

 

O próprio Jesus já dissera que “Meu pai trabalha até hoje” e completou e eu também.  Não podemos, no estado em que nos encontramos ter uma liberdade plena e nem nunca teremos , pois tudo está relacionado a tudo.

 

Esse foi o tema debatido quinta no nosso CURSO DE FILOSOFIA ESPÍRITA, com base na música do grande ELTON JONH, proposta pela nossa debatedora Cláudia Bandeira.

 

Lá é o nosso “deserto”. É a noite de reflexão com base na proposta espírita para que deixemos a vida menos grave. É momento de oxigenar a mente e ter aquele encontro sublime com o mestre Jesus, o nosso modelo e guia. Assim saímos dos impulsos de fraternidade, que fez por outra nos acometem, e aprendemos a fazer da vida uma constante aproximação com o alto, com Jesus, com Deus.

 

Quando vamos ao seu encontro é aliviada a caminhada, pois não sabemos o que nos reserva o futuro.

 

Aproveitemos cada dia de aprendizado, para o afastamento das ilusões, do orgulho e do egoísmo. Para encontramos a felicidade que, definitivamente, não estão nas coisas.

 

Quinta próxima é noite de filme. A entrada é um quilo de alimento

Venha ser feliz!

 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

www.pensenisso.itaporanga.net

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

O Direito de Deus

PENSE NISSO! MAS PENSE DIREITO

…………………………………………………………………

PENSE-DIREITO1O DIREITO DE DEUS

O Amor Cobre Uma Multidão de Pecados

( Reynollds Augusto)

A maioria das mazelas sociais acontece porque somos materialistas demais. Não percebemos um palmo à frete do nosso nariz. Nossas religiões, nossos templos, estão, em sua maioria, servindo para incitar o nosso orgulho e o nosso egoísmo, as duas grandes chagas sociais. Tem muito cego conduzindo cegos e o fenômeno não é novo, Jesus já tratava disso.

 Por incrível que parece a religião, que deveria ser um caminho para aproximar o homem de Deus, faz exatamente o contrário, o distancia ainda mais. Nós ainda somos materialistas, atrasados, queremos simbolizar as teses espirituais e sustentamos o secundário, em detrimento do essencial, que é a nossa transformação moral e intelectual, que nos “arraiais” espíritas chamamos de evolução. As religiões apelidam se “salvação”.

 Essa semana construíram uma réplica do “Templo de Salomão”, não sei para que. Ou melhor, eu sei.

 É claro que todos nós, por pior que sejamos, estamos fadados à plenitude e plenitude é o desenvolvimento do amor e da razão. Nós precisamos aprender a amar, mas também, a saber. Se você sente e não sabe, sua vida fica medíocre; se você sabe e não sente, sua vida fica vazia.

 Não há condenação por tempo indeterminado no Direito de Deus. Mas ninguém conseguirá encontrar a plenitude sem antes desfazer-se do mal que se fez, reconstruir o que destruiu, é por isso que existe a reencarnação,hoje estudado em laboratório, por grandes mentes pensantes. Foi por isso que Jesus, um dos grandes que “desceu” a esse “orbezinho” disse que “ninguém poderá ver o Reino de Deus, se não nascer de novo. A turma tem essa proposição à conta de “Ressurreição da Carne”, que é impossível e um afronta as lei naturais.

 Na realidade, se trata da ressurreição do Espírito, que vem em outro corpo para continuar o seu progresso infindo, pois aqui para nós, uma vida de cem anos não dá para nada leitor. É um sopro e chega ligeirinho, ligeirinho.

 O nosso direito social o réu quando é considerado culpado será condenado, segregado da sociedade, para que possa, pelo menos na teoria, conseguir a sua recuperação, o que é quase impossível com esse modelo posto. Mas, vamos dizer que seja.

 No Direito de Deus não há condenação por tempo indeterminado. Se existisse inferno, que as religiões pregam, o direito social seria mais justo que o Direito de Deus, pois mesmo que você passasse a vida toda cometendo bobagens, ir para o inferno eterno seria uma pena desproporcional. Ainda bem que ele não existe e está apenas no nosso interior, com o céu também.

 O erro é resultado da inconsciência, ainda pensamos com crianças, como disse o apóstolo Paulo. O direito penal se aproxima da sistemática divina. Lendo a lei das execuções penais, quando o condenado demonstra bom comportamento ,pode se beneficiar do livramento condicional, com a progressão de regime. Pode até ser merecedor de saídas temporárias. Pode, também, até, ser diminuída sua pena no regime fechado ou semi-aberto, pelo trabalho. Um dia de pena a cumprir é diminuída, com três dias de trabalhos prestados. É a lógica da vida.

 O apóstolo Paulo disse que o amor ameniza as nossas dores.

 Faça o bem e ame, que a sua vida melhorará.

 A pena é diminuída, para que haja a reabilitação, pois ninguém foge da vida, nem com a morte do corpo físico.

 No fim, “Nenhuma só das ovelhas e perderá”.

 O bom pastor não deixará.

 Somos imortais.

 PENSE NISSO! MAS PENSE DIREITO

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

Desvio de Rota

10552623_665297973566433_7154474716675285360_nPENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

………………………………………………………………………….
Desvio de Rota

(Reynollds Augusto)

Todo mundo sabe que nós os espíritas temos uma “Festa Espiritual” que acontece todos os sábados, pelas 20 h, no Centro Espírita Jesus de Nazaré de Itaporanga. É um encontro feliz, reflexivo. É similar á missa dos nossos irmãos Católicos, ao culto dos nossos irmãos evangélicos e vou exagerar, àquela reunião dos poetas, que se encontram sempre para baterem um papo sobre a arte literária. Só que aqui o nosso tema é espiritualidade, racional, como é racional a vida, obra de Deus, de Alá, da causa, do grande arquiteto do universo ou sei lá mais o que. São nomes, apenas nomes. 

Essa noite quem fez o “exórdio”, que é uma espécie de entrada para a palestra da noite foi a minha amiga Corrinha, “irmã” da minha esposa Williana. Quando elas estão no celular é um “Deus nos acuda”. São horas de reflexões. E haja paciência. 

O tema preliminar da fala exordial foi o amor e confesso a vocês que fiquei maravilhado com a sua fala. O bom é que depois da primeira, ninguém segura mais. É o mestre nos chamando a sermos “pescadores de almas”.

Logo depois entrei no tema da noite, que trata de caminhos. Quando Deus, a causa, criou o espírito, o criou “simples e ignorante” ou “formatado”, como diz um grande amigo meu “Zerado” e a partir daí, amigo velho, é por nossa conta. 

A essência estagia nos reinos da natureza até atingir á condição de espírito e chegar a esse ponto leva alguns milênios. Foi por isso que o grande Leon Denis, asseverara que : “A alma dorme na pedra, sonha no vegetal, agita-se no animal e acorda no homem” e vou ser enxerido e acrescentar: e se conscientiza no angelical. Até lá, leitor, é chão, muito chão.

Mas a noite foi especial.

Qual o seu caminho?

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO ………………………………………………………………………..

IX SERTÃO JOVEM ESPÍRITA DE ITAPORANGA, 2014

10544371_790066534348581_2458339600321088875_nO JOVEM DE BEM- PALESTRA DE ENCERRAMENTO

(Reynollds Augusto)

Nada mais exato do que a Coordenadoria Espírita do Vale do Piancó, órgão da Federação Espírita Paraibana, ter deixado o tema central, “ O Jovem de Bem” , para ser discorrido pelo bancário NETO BATISTA. A lógica encadeada, a fidelidade doutrinária, a forma de apresentação ao jovem estavam presentes.

A linguagem com o jovem deve ser outra. O tema não muda, pois os valores principiológicos da Doutrina Espírita, Cristianismo redivivo, são imorredouros, como a própria vida, pois a verdade é verdade em qualquer tempo e lugar. E ela liberta, segundo Jesus, o ser mais perfeito que “desceu” por essas bandas.

Esse tema , “ O Jovem de Bem” , tem similaridade com aquele outro, contido no Evangelho Segundo o Espiritismo, que tem as passagens Evangélicas de Jesus, de fundo moral, que servem a todos e a todas as religiões. Vale a pena recordar, estudar, para procurar viver:

“ O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e caridade, na sua maior pureza. Se interroga a sua consciência sobre os próprios atos, pergunta se não violou essa lei, se não cometeu o mal, se fez todo o bem que podia, se não deixou escapar voluntariamente uma ocasião de ser útil, se ninguém tem do que se queixar dele, enfim, se fez aos outros aquilo que queria que os outros fizessem por ele.

Tem fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria; sabe que nada acontece sem a sua permissão, e submete-se em todas as coisas à sua vontade.

Tem fé no futuro, e por isso coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.

Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções, são provas ou expiações, e as aceita sem murmurar.

O homem possuído pelo sentimento de caridade e de amor ao próximo faz o bem pelo bem, sem esperar recompensa, paga o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte e sacrifica sempre o seu interesse à justiça.

Encontra usa satisfação nos benefícios que distribui, nos serviços que presta, nas venturas que promove, nas lágrimas que faz secar, nas consolações que leva aos aflitos. Seu primeiro impulso é o de pensar nos outros., antes que em si mesmo, de tratar dos interesses dos outros, antes que dos seus. O egoísta, ao contrário, calcula os proveitos e as perdas de cada ação generosa.

É bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças nem de crenças, porque vê todos os homens como irmãos.

Respeita nos outros todas as convicções sinceras, e não lança o anátema aos que não pensam como ele.

Em todas as circunstâncias, a caridade é o seu guia. Considera que aquele que prejudica os outros com palavras maldosas, que fere a suscetibilidade alheia com o seu orgulho e o seu desdém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever do amor ao próximo e não merece a clemência do Senhor.

Não tem ódio nem rancor, nem desejos de vingança. A exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas, e não se lembra senão dos benefícios. Porque sabe que será perdoado, conforme houver perdoado.

É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que ele mesmo tem necessidade de indulgência, e se lembra destas palavras do Cristo: “Aquele que está sem pecado atire a primeira pedra”.

Não se compraz em procurar os defeitos dos outros, nem a pô-los em evidência. Se a necessidade o obriga a isso, procura sempre o bem que pode atenuar o mal.

Estuda as suas próprias imperfeições, e trabalha sem cessar em combatê-las. Todos os seus esforços tendem a permitir-lhe dizer, amanhã, que traz em si alguma coisa melhor do que na véspera.

Não tenta fazer valer o seu espírito, nem os seus talentos, às expensas dos outros. Pelo contrário, aproveita todas as ocasiões para fazer ressaltar a vantagens dos outros.

Não se envaidece em nada com a sua sorte, nem com os seus predicados pessoais, porque sabe que tudo quanto lhe foi dado pode ser retirado.

Usa mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe tratar-se de um depósito, do qual deverá prestar contas, e que o emprego mais prejudicial para si mesmo, que poderá lhes dar, é pô-los ao serviço da satisfação de suas paixões.

Se nas relações sociais, alguns homens se encontram na sua dependência, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus. Usa sua autoridade para erguer-lhes a moral, e não para os esmagar com o seu orgulho, e evita tudo quanto poderia tornar mais penosa a sua posição subalterna.

O subordinado, por sua vez, compreende os deveres da sua posição, e tem o escrúpulo de procurar cumpri-los conscientemente. (Ver cap.XVII, nº 9)

O homem de bem, enfim, respeita nos seus semelhantes todos os direitos que lhes são assegurados pelas leis da natureza, como desejaria que os seus fossem respeitados.

Esta não é a relação completa das qualidades que distinguem o homem de bem, mas quem quer que se esforce para possuí-las, estará no caminho que conduz às demais.’

É essa a “salvação”.
O resto é enganação.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

 

 

 

www.pensenisso.itaporanga.net

 

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

O professor Naco

10494676_538480442945548_8164958415353221810_nIX SERTÃO JOVEM ESPÍRITA 2014

O Professor Naco

(Reynollds Augusto)

Ele é figura que conheci no passado e no presente estamos juntos, para divulgar o “Consolador Prometido por Jesus”, que muita gente ainda espera, mas que há mais de 150 anos está aqui. Refiro-me a Doutrina Espírita, que tem o papel de resgatar a mensagem genuína do Cristo e trazer novas verdades que ao tempo seria impossível a turma compreender:

26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. (João 14.26).

Mas, a fala de Naco, por ocasião do encerramento do IX SERTÃO JOVEM ESPÍRITA, antes da palestra final do NETO BATISTA, foi excelente. Convidando a juventude a ser protagonista das mudanças que o mundo precisa, deste a política à maior de todas: A reforma íntima. Que é transformação interior, que é substituir o que está errado pelo que está certo, que é realizar o melhor.

Aquela “salvação”, apregoada pelas religiões, se trata, em verdade, de mudança interior. Protagonismo.  Exercício do bem, da honestidade, da verdade. É fazer em si a mudança que pretende para o orbe. Quando mudamos o mundo muda, é lógico.

Quando o mestre Jesus afirmou que haverá “um só rebanho e um só pastor” é que todas as religiões institucionalizadas defenderão a mesma verdade. Não é que haverá uma religião para todos, é que todos perseguirão o mesmo objetivo. A verdade absoluta só Deus a possui, as nossas são sempre relativizadas por nosso atraso espiritual. Mas, somos buscadores.

Enquanto ele falava, eu dava aquela viajada ao passado, que está sempre presente em nossas vidas. Lembrei-me da bela juventude da Federação Espírita Paraibana, localizada no parque Solon de Lucena, que se reunia para cantar, evangelizar, protagonizar. Do coral, dos sonhos, das buscas.  Jovens protagonistas de um mundo melhor e que hoje levam á frente à magia, coerência e vivacidade dessa doutrina de amor e razão.  Alguns propagando o bem, a verdade, em outras religiões, mas protagonistas de um mundo melhor. Não citarei todos para não correr o risco de esquecer algum.

Mas, Naco, Marcos Lima, como sua esposa Kátia, da juventude de outrora, continuam sendo agentes divulgadores e propagadores dessa nova fase da humanidade, que é a vinda do Consolador Prometido.  Marcos, hoje presidente da Federação Espírita Paraibana e Naco, Diretor do Departamento de Infância e Juventude. Todos partiram da Juventude.  Outros irmãos caros, espalhados pelo mundo, cidades, também disseminam essa verdade, que consola e liberta.

Quero parabenizar o Professor Carlos Alberto, o nosso Naco, um trabalhador do Cristo compromissado com o bem, com a verdade, com a juventude, com o amor. Estendo essa homenagem aos adultos de hoje, que foram jovens ontem e que atuam no Movimento Espírita do Vale do Piancó. A Neidinha, grande amiga e irmã do coração. Sinto-me feliz por tê-la influenciado nesse mundo de razão e sentimento, ao seu esposo NETO BATISTA, que também foi influenciada por ela, e que hoje é um trabalhador indispensável ao movimento espírita. Ao VICENTE TOBIAS e seus irmãos.  Todos no caminho da luz.

O bem, a verdade, “contamina”. Busquemos a verdade, pratiquemos o bem…

 Todos vieram da juventude, que deve protagonizar as mudanças no mundo, que segue firme o seu desiderato, na cadência da vida, pois “tudo está certo” e tudo é experiência do espírito imortal rumo à imortalidade.

Parabéns Jovens Protagonistas.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

Eternos Aprendizes

Jesus sobre as árvoresEternos Aprendizes
(Reynollds Augusto)

Um objetivo essencial do espírito é desenvolver a razão. O outro é desenvolver o sentimento. Essas são as suas asas que nos levam á “salvação” ou, mais judiciosamente, à evolução.

As escolas estão em todos os lugares e à nossa disposição. Aprendemos em casa, na rua, no trabalho, na nossa igreja, na escola… nos lugares, com as coisas que nos servem de utensílios, para o nosso desenvolvimento pessoal; aprendemos com os acessórios, temporários, que nunca serão um fim em si mesmo, mas que fazem parte do mundo físico, que a cada dia estamos nos despedindo.

Quando nós não aprendemos a diferenciar o essencial do acessório, andamos mal. Muito mal.

A grande verdade que todos têm o seu tempo e que cada qual conseguirá divisar a luz, conhecer aquela verdade que liberta, proposta pelo mestre Jesus. É que cada um tem a sua cadência e jamais conseguiremos “forçar ” etapas. O próprio Jesus, o mestre dos mestres, já nos informara que “muitos olham, mas não vêem; ouvem, mas não escutam”. Isso é falta de madureza que só as inúmeras reencarnações farão desenvolver.

Também disse que não adianta “atirar pérolas aos porcos”. Uma expressão forte, mas que indica que nem todos estão preparados para “saber”. Mas, assegurou que “não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não existe nada de oculto que não venha a ser conhecido”

O problema é que somos materialistas demais. Ainda pensamos que somos um corpo, que tem um espírito e não um espírito, que tem um corpo, “usando-o” temporariamente. A grande certeza é que somos imortais e temos tempo, muito tempo. Mas, quanto mais rápido despertarmos, menos dor, menos ilusão.

Tudo está certo, para cada um, pois existem leis tão perfeitas quanto o criador, pois provieram dele, o legislador natural. Essas leis regulam os nossos atos e pensamentos, sem interferir diretamente. É a lei de causalidade. Pelo menos dá sinais para que possamos mudar de direção, quando a coisa vai mal. Afinal as Leis de Deus, estão “esculpidas nas nossas consciências e não em qualquer livro dito sagrado”. Na academia apelidamos essas leis de “Direito Natural”. Não importa, são apenas nomes.

Há um direito anterior que regula as nossas vidas. O próprio Jesus disse que “não veio derrogar a lei de Deus, mas dá-la cumprimento”. Quando, também, não a cumprimos, sofremos. Afinal, “não sairá daí (do planeta Terra) enquanto não pagares o último ceitil”.

Cada um na sua marcha….

 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

 

 

 

 

Leave a Comment

Filed under Pense Nisso

A Copa da Paz

 

Sol 2PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
………………………………………………………………….
A Copa da Paz
(Reynollds Augusto)

Confesso a vocês que nunca gostei muito de jogo de futebol. Primeiro porque sempre fui um “perna de pau” e segundo porque não entendia a motivação de um bando de “cabras” estarem correndo atrás de uma bola, para colocá-la no gol.

Na minha infância querida, que os anos não trazem mais, os meus colegas sempre me colocavam para “agarrar”. Seria uma função menos digna? Que nada, é que eu e a bola não tínhamos sintonia e muita falta era cometida. Tipo dessas que tirou o Neymar da copa. Restava essa saída, agarrar. Mas, mesmo assim, nunca fui um bom goleiro. “Frango” tinha muito, meu guerreiro.

Mas, essa copa foi a copa dos goleiros, notadamente o nosso Júlio César que foi o maior responsável por estarmos nessa fase. Tem relação com a vida. Nós precisamos agarrar os desafios e não deixar que eles façam um gol em nossas redes da existência.

Vivemos em um planeta, apelidado pelos imortais, de “provas e expiações”. Ou você está aqui para ser provado, testado, mostrando que mudou realmente para o bem ou está aqui cumprindo “pena”, com base naquela propositura do mestre de Nazaré:” Não sairás daí (do Planeta Terra) enquanto não” pagares o último ceitil”. Que a “Semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Por isso preste atenção no que você faz ou pensa. Adestre, para não gerar sofrimento para si.

Eu sempre digo ao meu amigo Promotor de Justiça, Dr. Reynaldo, que isso é pena “jurídico divina”. Deus não está cochilando e existe uma ordem dentro da “desordem”. Há um Direito anterior, fundamental, que permite a evolução dos povos, dos costumes.

Algumas religiões distorceram essa Direito e fazem má interpretação dos seus fundamentos. São os “cegos conduzindo cegos”, no dizer de Jesus, que veio á Terra, não para provar ou expiar, mas como missão; agente de Deus, para despertar esse bando de feras, que somos nós, e que ainda não entendemos a proposta do Direito Natural. Daí, tanto sofrimento.

“Não cai uma folha de árvore sem a permissão de Deus .

Esse é um chavão que representa que a vida tem um fim maior e que estamos todos submissos a leis naturais, anteriores ao nosso Direito social, que anda a passos lentos em busca da Justiça, o seu fim. Direito que não leva à Justiça é engodo. Não cumpre o seu papel.

Mas, fiquei feliz com a demonstração de apoio e solidariedade que os nossos jogadores prestaram aos nossos adversários, com a derrota. Um quadro bonito de ser ver. É por isso que o mundo nos admira. A força do povo, a pluralidade de raças, o encanto dos corações demonstram que somos uma raça que tem amor no coração.

Brasil, coração do mundo!

Brasil, que faz a copa das copas, a copa dos gols. A copa da paz.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

www..pensenisso.itaporanga.net


Leave a Comment

Filed under Pense Nisso