Diálogo Inter-Religioso ,sábado, dia 19. pelas 19:30 hs, No Forum Miguel Sátiro, de Patos

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

………………………………………………

Diálogo Inter-religioso, No Fórum Miguel Sátiro, na Cidade de Patos, dia Dezenove, 20 horas, Próximo sábado

( Reynollds Augusto)


Foram dias de aprendizado, alegria e emoção. O ERESP ( Encontro Regional Espírita do Sertão Paraibano) cumpriu a sua missão, saindo das quatro paredes dos Centros Espíritas, que são escolas de amor e sabedoria e foi ás ruas, com base naquela proposta de Emmanuel, que “ o Espiritismo nos solicita uma espécie permanente de caridade- a caridade da sua própria divulgação”.

Escolas, maçonarias, câmara de vereadores, os próprios centros espíritas… Levaram ao cume a proposta transformadora de Jesus, o mestre da verdade, do amor e da luz.

Jesus é a chave que abre qualquer porta e toda religião cristã, tem como objetivo disseminar os seus princípios, estabelecidos no seu evangelho e que foi destorcido pelos interesses humanos. Uma degeneração profetizada pelo próprio Jesus, há mais de dois mil anos, que disse que mandaria “o consolador prometido” para restabelecer a verdade. É a Doutrina Espírita Leitor.

Duvide não!

A Doutrina Espírita veio restabelecer as suas verdades sem ter a pretensão de ser mais uma religião, sendo aquele consolador prometido por Jesus. Como o processo é evolutivo, todas as pessoas, religiões, no tempo da maturidade, vão ensinar o que a Doutrina Espírita ensina e isso já está acontecendo, pois é da lei. “A verdade pode até ser embaraçada, mas ninguém conseguirá detê-la por muito tempo”. Sempre foi assim.

O inicio desse Encontro, que veio para ficar, foi simultâneo: em nossa cidade, Itaporanga, a terra do Cristo Rei, do padre Zé, lá na 7º Região de Ensino, com o campinense OSCAR DE LIRA e harmonia do cantor NEANDER CORTEZ, também da cidade de Campina Grande e que hoje reside em Ibiara; ao mesmo tempo, na “Concha Artística”, Praça Edivaldo Mota, com o medico Carlos Roberto Oliveira, tendo a harmonia do excelente grupo vocal formado por Kathiane, Artur, Beethoven e Sivaldo; Cajazeiras, Ana Emília e Cazuza Neto e por fim na cidade de SÃO JOÃO DO RIO DO PEIXE, Escola Estadual Jacob Guilherme Frants. Todos tratando do tema central:  “O SEMEADOR SAIU A SEMEAR”

Foram dias de boas conversas em torno da moral cristã, que é a moral universal, onde todos os códigos deontologicos se pautam. “Nada de novo no ar”, para o equilíbrio das sociedades. Jesus já disse tudo e os nossos problemas derivam exatamente disso, da falta de execução das suas propostas de Vida.

A maioria do povo ainda não entendeu que nós somos os artífices dos nossos próprios destinos e que o Reino de Deus, não é um lugar e sim um estado interior, pois todo o universo é morada de Deus e onde você estiver equilibrado, será equilibrado  o ambiente em que se está.

Isso serve para todos os Estados de Direito, cujo maior Direito, anterior, preexistente e que sustenta o equilíbrio da vida é o Direito de Deus, só é preciso entendê-lo e a Doutrina Espírita vem explicitar essas normas divinas com racionalidade.

Nada de mágicas, de “milagres”, como os entendemos. A força transformadora está em cada um e, como Jesus , é preciso sair por todos os lugares semeando o amor, a caridade, a verdade, a honestidade, o respeito, a fraternidade… para que tenhamos a melhor colheita.

Precisamos sim, no estado em que nos encontramos, do “milagre” da consciência, que acontecerá com cada qual no seu tempo, pois segundo ele mesmo disse: “Nenhuma só das ovelhas( a humanidade) do meu Pai se perderá”.

Já estamos todos com saudades do XV ERESP, mas ele produzirá bons frutos até 2018, com a sua nova versão,a a de numero XVI.

No vale do Piancó foi a primeira experiência que terá seguimento com as Coordenadorias do Sertão e do Auto-Sertão daqui para frente. Ele veio para ficar e vamos espalhar o amor e a fraternidade em todos os recantos. Somos todos irmãos buscando a luz. É claro, e isso é normal, ainda  existem muitos de nós com vendas nos olhos, mas para tirá-las é uma questão de tempo, de maturidade.

Para finalizar esses “escrevinhados” um poema do espírito “ UM AMIGO POETA”, recebido pela minha irmã do coração Lúcia, que, depois, descobrimos tratar-se de o Inácio da Catingueira, que voltou:

O PENSAMENTO ECUMÊNICO

 

A religião é só um atalho 

Que nos leva á evolução,

Mas é preciso amor e trabalho 

Para atingir à perfeição.

 

Se queres seguir o Cristo,

Se é isto que desejas,

Por ele serás bem visto

Onde quer que tu estejas.

 

Cristo não tinha instituição,

Por amor  era guiado,

Agia sempre com o coração 

A nenhum grupo ligado.

Acredita que mesmo os ateus 

Se tem amor e fazem o bem 

Também esses verão a Deus 

Pois são seus filhos também.

E VIVA O ERESP. Até 2018.

Sejamos semeadores..

 

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Fim do Eresp 2017

20170805_150445
O Eresp 2017 tem a Sua Última Palestra no Cesb-Espírita de Boa Ventura

(Reynollds Augusto)

Meus amigos,  o Eresp ( Encontro Regional Espírita  do Sertão Paraibano), “bombou”. Mas foi uma bomba de consciência, uma bomba de razão e amor. O tema central foi excelente: “ E o Semeador Saiu a Semear”, naquela  proposta do mestre dos mestres,  Jesus, que nos incita a semear o amor, a propagar a verdade, a trazer para dentro de si o “Reino de Deus”, que não é um lugar e sim, um estado interior.

Foram atividades, no Vale do Piancó, em praticamente os  principais colégios e instituições da cidade. A juventude bonita vibrou e participou como também os seus mestres. É que todos  nós estamos  com saudades de Jesus.

Em Itaporanga realizamos palestras nas seguintes instituições:

Sábado, dia 05, abertura na Sétima Região com Oscar de Lira, em torno do tema central “E o Semeador saiu a Semear”,  professor da UFCG;

Domingo, dia, 06, um excelente seminário em torno da mediunidade, a ligação com a vida depois da vida, também, com Oscar;

Segunda, dia 05, na Escola Estadual Professor Francelino Neves de Alencar, sob o tema “POR UM MUNDO MELHOR”, com o empresário José Campos e na Loja Maçônica  20 de outubro, com o ALMIR LAUREANO, o paladino da paz;

Na terça,  dia 08, foi a vez da Escola Municipal  Semeão Leal e o Colégio Diocesano Dom João das Mata,  com  o empresário ALMIR LAUREANO; na Loja maçônica  Eddeus Feitosa, com o contador VANDEILTON SANTOS e o tema “ O ESPIRITISMO E O DESBSTAR DA PEDRA BRUTA”.

Na quarta, o ERESP semeou   com o empresário ALBERLANDO LEITE, cujo tema fora A FRATERNIDADE E A CARIDADE FACE AO DESPERDÍCIO  e   em Catingueira, no Centro Espírita Jesus de Nazareth, com o presidente JARDEL AMANCIO.  O  tema  da noite foi ESPIRITISMO: CRISTIANISMO REDIVIVO, COMPROMISSO  COM JESUS

Na Quinta, a semeadura foi no Centro Espírita Maria de Nazaré, com o professor e especialista em educação, Manoel Ferreira, da cidade de Boa Ventura;

No sábado, pelas 17 horas, a semeadura foi no Cesb-Espírita da cidade de Boa  Ventura, com o tema “ A Delicada Questão do Julgamento”, com  José Ranielly Coelho

Foram dias de muitas alegrias aprendizados, que culminará no próximo sábado,  dia 19 de agosto na cidade de Partos, no fórum Miguel Sátiro, pelas 20 horas, onde haverá um encontro Inter- religioso com a participação  de representantes de diversas religiões, afinadas com a proposta moral do mestre Jesus: Severino Celestino, Espiritismo; Pastos José dos Santos Mota, Evangélicos; Dom Eraldo Bispo  da  Silva, catolicismo e Vanuza Cavalcanti Fernandes, da matriz africana.

Essa foi a primeira experiência de execução do Eresp no Vale do Piancó e já veio para ficar. Foram dias de alegrias, aprendizados, confraternização em torno da proposta moral de Jesus, que não deve ficar ausente dos corações e dos pensamentos.

Que semeemos a paz, a união, a verdade

A fraternidade, com muita exatidão.

Que semeemos a verdade, em nossos corações

Saiamos a semear a vida

E vida com qualidade.

Semeemos, pois então.

Até 2018!

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

XVI ERESP no Vale do Piancó

XVI ERESP no Vale do Piancó

 
 
PENSE BOM DIA !
………………………………………………
E O Semeador Saiu a Semear
( Reynollds A Cabral)
O Movimento Espírita da Paraíba é dirigido pela Federação Espírita Paraibana, a nossa casa mater, com auxílio de inúmeras coordenadorias espalhadas pelo interior da Paraíba, objetivando levar à população a proposta espírita, rediviva, do cristianismo de raiz.

Na verdade o Espiritismo é a terceira fase de uma ordem geral, de Deus, disponibilizada ao homem para impulsionar o seu progresso moral e intelectual. Sentimento e razão são as asas que levarão o ser humano ao apogeu, que é o fim de todo espírito em evolução, que as religiões tradicionais chamam de “salvação”.
A Coordenadoria do Sertão, sediada na cidade de Patos, expandiu o ERESP – Encontro Regional Espírita do Sertão Paraibano, ás outras coordenadorias, como as Vale do Piancó e Alto Sertão. Serão mais de quinze cidades envolvidas, com palestras públicas nos colégios, nas instituições, nos próprios centros espíritas, maçonarias e tudo mais, a propagar essa idéia de Jesus, para a redenção da humanidade e o fincar de valores nobres para a “sedimentação” social.
O tema nuclear será “O Semeador Saiu a Semear”. O início das atividades, no Vale do Piancó, acontecerá nesse dia 05 de agosto, pela 19: 30 h, sábado, na 7º Região de Ensino, de Itaporanga, que terá como palestrante o professor universitário OSCAR DE LIRA, da UFCG da cidade de Campina Grande, que discorrerá em torno do tema central.
Ao longo dos dias haverá encontros com os alunos dos colégios de Itaporanga, com a participação dos empresários ALBERLANDO ARAUJO, JOSÉ CAMPOS, E ALMIR LAUREANO, um dos Coordenadores Nacionais do MOvPaz na Paraíba, que é da cidade de João Pessoa e que, também, fará  palestras nas maçonarias da nossa cidade.
Será uma boa oportunidade de oxigenar a mente com propostas renovadas de equilíbrio interior para o bem na humanidade. Vale à pena a presença.
No domingo, dia 06, na sede do Centro Espírita Jesus de Nazaré, de Itaporanga, haverá um seminário no auditório do Centro Espírita Jesus de Nazareth, pelas 8: 30 h, como o Oscar, em torno da mediunidade, “Mediunidade, Semeadura e Saúde Espiritual”.

Semeemos o bem e o amor para que possamos colher felicidade.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Polindo a Pedra Bruta

PENSE BOM DIA !
…………………………………….
Polindo a Pedra Bruta
(Reynollds Augusto)

Sabe leitor , não é difícil entender que todos nós vivemos no mundo da causalidade. Esse é o fenômeno essencial das nossas vidas. Plantação e colheita são os móveis do existir, foi por isso que Jesus, o maior dentre nós, sem sombra de dúvidas, já nos disse: “ A cada um segundo as suas obras” . E eu acrescento: e as suas omissões também.

Segundo os imortais o que nos acontece têm duas origens, uma da vida anterior e outra nessa vida. Na verdade a vida só é uma ,pois somos imortais, experimentando vários momentos em  corpos físicos até á depuração total, que as religiões chamam de salvação. É por isso que é “necessário nascer de novo”,segundo Jesus. “Dá água, corpo e do espírito, transformação interior”. Ou seja, o “cabra” retorna a um novo corpo, para desfazer as bobagens que cometera, resignificar e aprender, pois da justiça do homem pode-se fugir, mas da de Deus, nunca.

Foi por isso que Jesus, o mestre, já bradou em outros tempos: “Não sairás daí, – do planeta Terra – enquanto não pagares até o ultimo ceitil. Então, só reencarnando, pois o corpo físico não pode mais voltar a vida. É que somos materialistas e pretendemos reviver eternamente com “tripa e tudo”. Mas, o corpo morre, ou seja devolve os elementos químicos emprestados, para o fazimento do arcabouço físico e o espírito, desencarna, seguindo a vida. Nada mais simples. Somos imortais, ainda bem. A maioria do resto é teoria de igreja.

Nós estamos no planeta Terra para a educação do espírito, que é muito mais do que instrução. Instruir-se é fácil, educar é que é o “pulo do gato”. Na verdade estamos, por essas bandas do universo, para o desenvolvimento da razão e do sentimento. Isso é da lei de Deus, aprimoramento, que as religiões tradicionais chamam de “salvação” , afinal “nenhuma só das ovelhas do meu Pai se perderá”. Nenhuma mesmo.

Para isso é preciso “polir a pedra bruta” e isso depende de consciência, que se desenvolve com um tempo, senão mais sofrimento experienciaremos, segundo os imortais, do alto do “oriente eterno”. Dizem eles:

“As vicissitudes da vida são de duas espécies, ou, se quisermos, tem duas origens bem diversas, que importa distinguir: umas têm sua causa na vida presente; fora desta vida. “

Existem dores, tremendas, que não tem explicação, senão quando volvemos ás causas anteriores. Para todo efeito há uma causa e isso é axioma científico.

Mas, de uma forma ou de outra , é só prestar a atenção e “polir a pedra bruta”, senão seguiremos cambaleantes rumo á felicidade, que não está nas coisas ou nas pessoas.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Sabemos pela Bíblia que colhemos o que tivermos semeado antes

JOSÉ REIS CHAVES

Sabemos pela Bíblia que colhemos o que tivermos semeado antes

A lei de causa e efeito é um dos maiores ensinos da Bíblia e de outras escrituras sagradas. Por ela, vamos colhendo o que semeamos. E o Nazareno confirmou-a com ênfase: ninguém deixará de pagar tudo até o último centavo (Mateus 5: 26).

Ela é divina, mas é manipulada por nós mesmos. Daí que temos de pagar tudo até o último centavo.

Quando eu estudava para padre redentorista, ouvia-se dizer muito sobre ela: “É, a lei de Deus é rigorosa!”. E ninguém percebia que, pago o último centavo, o indivíduo fica quite com suas dívidas e que, pois, as chamadas penas “eternas” eram jogadas por terra, totalmente.

A religião que mais difunde essa lei bíblica é o espiritismo. E esse é um dos motivos de ele ser muito atacado, geralmente, pelos líderes de outras religiões bíblicas, que querem passar a ideia de que os “devedores” podem anular seus “débitos”, se forem fiéis seguidores deles e, principalmente, se derem polpudos dízimos à sua igreja, que na verdade vão para os bolsos deles.

Mas deve-se dizer que nem todos os líderes religiosos agem exclusivamente com essa intenção! Porém a verdade é que eles estão atacando também um dos mais importantes ensinamentos bíblicos! Eles ignoram ou fingem ignorar que essa lei de causa e efeito é divina. O argumento mais comum deles é que pagar uma dívida, sem o conhecimento dela, é uma incoerência. E aqui calha bem um ensino bíblico: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor” (Isaias 55: 8).

Para a Bíblia, os fatos da vida presente mostram-nos o que fizemos no passado, pois eles são a colheita da semeadura que fizemos. E, se a semeadura é no passado com relação à colheita no futuro, e a colheita é no futuro com relação à semeadura do passado, isso, claramente, sugere-nos a ideia da reencarnação que incomoda muito os fanáticos contra ela! A desculpa deles para atacá-la, e a isso já nos referimos, é sempre afirmar que se a reencarnação é para quitar nossas faltas, que são desconhecidas por nós, o pagamento delas não tem lógica. Mas como ela não tem lógica, se se trata de uma lei bíblica e divina? Se a Bíblia e outras escrituras sagrada dizem que colhemos o que semeamos, logo, pelo que colhemos, sabemos, pelo menos em parte, o que semeamos. E, atualmente, com o avanço da ciência, a humanidade já pode saber fatos importantes de suas reencarnações anteriores, por exemplo, através da terapia de vivências passadas (TVP), que começou com o médico francês, em 1875, prêmio Nobel de Química, em 1913, Charles Richet.

E há os médiuns que têm o dom de lembrar os fatos importantes de suas vidas anteriores. Ademais, realmente, nós podemos não saber claramente a causa dos fatos presentes, até mesmo quando a causa é da vida atual, o que, porém, não anula a causa. Um indivíduo, que tem sífilis, sabe que está doente porque contraiu o vírus da sífilis, embora ele possa não saber bem quando e como o contraiu. É assim, mais ou menos, que acontece com o pagamento de faltas de vidas anteriores. E a reencarnação é principalmente para evoluirmos.

Voltemos à Bíblia (Jó 8: 9): “Somos de ontem e nada sabemos”. Podemos, pois, ignorar até mesmo que já existíamos antes desta vida. O próprio João Batista não sabia que seu espírito era o mesmo de Elias, mas Jesus (Mateus 11: 14) o confirma: “Ele é o Elias que estava para vir, quem tem ouvidos para ouvir, ouça!”

PS: “Presença Espírita na Bíblia” com este colunista, na TV Mundo Maior.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Emanuel E a Sua Gastrite

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
…………………………………………………………………
Emanuel E a Sua Gastrite
( Reynollds Augusto)
 
Sabe leitor, tem gente que não acredita, mas a grande parte dos nossos distúrbios orgânicos tem relação com as nossas emoções desequilibradas. São as chamadas doenças psicossomáticas, por isso é importante o “cabra” está de bem com a vida, sabendo lidar com os acontecimentos, pois depois de um problema prepara-se para o outro.
Tudo Isso faz parte da condição do nosso planeta que, segundo os imortais, está na categoria do “de provas e expiações. Por vezes nós somos o problema sendo preciso “desconfiômetro” para identificar o processo e mudar de direção. Umas doses de evangelho por dia, cura tudo.
No “inicio dos tempos”, na comarca de Itaporanga, só haviam maquinas de “tec, tec”, de datilografia, sequer desconfiamos que o nosso espaço fosse virar “realidade digital”. Isso é caminho sem volta, sendo um processo que se aprimorará com o tempo. Ótimo para a agilidade e efetividade processual, excelente para a natureza. Muitas árvores deixarão de ser derrubadas para serem transformada em papeis. Mais vida, mais ar puro, menos poluição.
Um só clique e um mandado de prisão é enviado, de Brasília, São Paulo… em questão de segundos. São os novos tempos. Viramos “uma aldeia global” e vem mais por aí.
Lembro-me que, quando da distribuição dos mandados , na Comarca de Itaporanga , havia um sorteio e o Oficial de Justiça sorteado, a algum processo, ficaria com ele até a sentença final. Da petição inicial á sentença. Dava para conhecer e se inteirar do fenômeno jurídico pontual. O bom disso é que havia uma eficiência no andar processual, pois o meirinho conhecia as partes, as testemunhas, os advogados, a “celeuma” todinha, ficando fáceis as comunicações. Dava até para exercer uma função antiga que acompanha o Oficial de Justiça a de “Psicólogo e conciliador.”
Hoje a coisa mudou. Os mandados são distribuídos eletronicamente. Houve um ganho, inteligente: o zoneamento da comarca. Isso facilitou mais e não deixa o Oficial de Justiça visado, pelas partes, a realizar as suas diligencias praticamente sozinho, nas quebradas do sertão poético.
 
Nunca se sabe! Decidir é “fácil”, materializar as decisões é que são elas.
 
O meu colega Emmanuel, da distribuição, sempre teve problema estomacal e, pela observação, notou que ela se agravava quando da relação com o”nobre colegiado”de meirinhos. ( risos) Era ele que, no inicio, fazia a distribuições dos atos judiciais aos Oficiais de Justiça e sempre havia “brigas”. Principalmente com o nosso saudoso José Neto, um dos Oficiais mais antigos da comarca e que se queixava de que Emanuel escolhia os mandados mais difíceis para ele e que a vida iria castigá-lo.
 
Não adiantava racionalizar e Emmanuel, para botar lenha na fogueira, dizia que o fazia, pois ele era o Oficial de Justiça mais experiente e tinha mais capacidade de resolver as encrencas.
 
– Cabra safado! Dizia.
 
Era uma “briga” boa. O outro, José de Araujo, nem se fala.
Mas, são muitas estórias. Disse a Emanuel que ele está se tornando personagem do meu primeiro livro da série “Pense Nisso”. Vai estar no PENSE NISSO I, A VIDA EM MOVIMENTO.
 
Há muito que Emanuel não distribuía mandados aos Oficiais de Justiça. Mas, o grande VILALDO, o titular, precisou tirar férias e a distribuição caiu, novamente, em suas mãos. Notei que ele ficou triste relembrando da sua senhora gastrite que, com certeza, voltaria a dar o ar da graça. Mas, ele passou pelo teste. Nem estava Zé Neto e Zé Araujo conosco, pois seguiram os seus destinos,pois estamos sempre de passagem e nos despedindo, sendo tudo impermanente. Só o espírito é imortal e segue á frente.
 
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

www.pensenissoitaporanga.blogspot.com

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, tela, escritório e área interna
Emanoel Claudino
Emanoel Claudino Rey, é um prazer fazer parte da família do TJ de nossa cidade e trabalhar com os doze oficiais de justiça. Zé Neto e Zé Araújo não estão mais trabalhando conosco, mas o Carlinhos e Rivaldo os substituíram muito bem. O Zé Neto era um amigo muito querido.

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Causas das Aflições

1P Nisso e Direito
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
………………………………………………………………………………………
Causas das Aflições
( Reynollds Augusto)

Sabe leitor, difícil caminhar pelas estradas do mundo sem experimentar aflições. É condição própria do nosso planeta atrasado, pois atrasados são os seus habitantes, nós. Mas, tudo é um processo e já foi pior
Os imortais cognominam o nosso planeta azul de “Provas e Expiações”. Ou o “cabra” está aqui sendo provado, passando por testes de aptidão espiritual ou está submetido á expiação que é uma espécie de “penalidade natural”, “não sairás daí, ( da Terra) enquanto não pagares até o ultimo ceitil”.
Como cem anos não dão para nada, espíritos imortais que somos, retornamos em outros corpos, outras “roupas” para depuração, afinal “nenhuma só das ovelhas do meu Pai se perderá”, Jesus. Nesse ínterim vamos aprendendo, evoluindo se “salvando”, como dizem as religiões.
Mas ontem, no Centro Espírita Jesus de Nazareth, de Itaporanga, foi uma noite rica de exemplos, com a presença de pessoas novas. Segunda, pelas 20 horas, estaremos lá, novamente. Venha, leitor! Ali, no Centro Espírita Jesus de Nazareth, por trás da igreja católica, vizinho á Farmácia Cristo Rei, da minha colega Corrinha. Todas as segundas, evangelho e vida com tratamento espiritual.
O tema não poderia ser o melhor: Causas das aflições. É que nós somos resultados de nós mesmos, do que pensamos e do que fazemos. Um debate rico de exemplificação, conduzido por nosso irmão José Campos.
Vamos ao texto, dos imortais:
Causas Atuais das Aflições
4 – As vicissitudes da vida são de duas espécies, ou, se quisermos, tem duas origens bem diversas, que importa distinguir: umas têm sua causa na vida presente; fora desta vida.
Remontando à fonte dos males terrenos, reconhece-se que muitos são as conseqüências naturais do caráter e da conduta daqueles que os sofrem. Quantos homens caem por sua própria culpa! Quantos são vítimas de sua imprevidência, de seu orgulho e de sua ambição! Quantas pessoas arruinadas por falta de ordem, de perseverança, por mau comportamento ou por terem limitado os seus desejos!
Quantas uniões infelizes, porque resultaram dos cálculos do interesse ou da vaidade, nada tendo com isso o coração! Que de dissensões de disputas funestas, poderiam ser evitadas com mais moderação e menos suscetibilidade! Quantas doenças e aleijões são o efeito da intemperança e dos excessos de toda ordem!
Quantos pais infelizes com os filhos, por não terem combatido as suas más tendências desde o princípio. Por fraqueza ou indiferença, deixaram que se desenvolvessem neles os germes do orgulho, do egoísmo e da tola vaidade, que ressecam o coração. Mais tarde, colhendo o que semearam, admiram-se e afligem-se com a sua falta de respeito e a sua ingratidão. Que todos os que têm o coração ferido pelas vicissitudes e as decepções da vida, interroguem friamente a própria consciência. Que remontem passo a passo à fonte dos males que os afligem, e verão se, na maioria das vezes, não podem dizer: “Se eu tivesse ou não tivesse feito tal coisa, não estaria nesta situação”.
A quem, portanto, devem todas essas aflições, senão a si mesmos? O homem é, assim, num grande número de casos o autor de seus próprios infortúnios. Mas, em vez de reconhecê-lo, acha mais simples, e menos humilhante para a sua vaidade, acusar a sorte, a Providência, a falta de oportunidade, sua má estrela, enquanto, na verdade, sua má estrela é a sua própria incúria.
Os males dessa espécie constituem, seguramente, um número considerável das vicissitudes da vida. O homem os evitará, quando trabalhar para o seu adiantamento moral e intelectual.
5 – A lei humana alcança certas faltas e as pune. O condenado pode então dizer que sofreu a conseqüência do que praticou. Mas a lei não alcança nem pode alcançar a todas as faltas. Ela castiga especialmente as que causam prejuízos à sociedade, e não as que prejudicam apenas os que as cometem. Mas Deus vê o progresso de todas as criaturas. Eis por que não deixa impune nenhum desvio do caminho reto. Não há uma só falta, por mais leve que seja, uma única infração à sua lei, que não tenha conseqüências forçosas e inevitáveis, mais ou menos desagradáveis. Donde se segue que, nas pequenas como nas grandes coisas, o homem é sempre punido naquilo em que pecou. Os sofrimentos conseqüentes são então uma advertência de que ele andou mal. Dão-lhe as experiências e o fazem sentir, a diferença entre o bem e o mal, bem como a necessidade de se melhorar, para evitar no futuro o que já foi para ele uma causa de mágoas. Sem isso, ele não teria nenhum motivo para se emendar, e confiante na impunidade, retardaria o seu adiantamento, e portanto a sua felicidade futura.
Mas a experiência chega, algumas vezes, um pouco tarde; e quando a vida já foi desperdiçada e perturbada, gastas as forças, e o mal é irremediável, então o homem se surpreende a dizer: “Se no começo da vida eu soubesse o que hoje sei, quantas faltas teria evitado; se tivesse de recomeçar, eu me portaria de maneira inteiramente outra; mas já não há mais tempo!” Como o trabalhador preguiçoso que diz: “Perdi o meu dia”, ele também diz: “Perdi a minha vida”. Mas, assim como para o trabalhador o sol nasce no dia seguinte, e começa uma nova jornada, em que pode recuperar o tempo perdido, para ele também brilhará o sol de uma vida nova, após a noite do túmulo, e na qual poderá aproveitar a experiência do passado e pôr em execução suas boas resoluções para o futuro.

Como disse o cantor: “É preciso saber viver.”

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

www.pensenissoitaporanga.blogspot.com

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

XVI ERESP- E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR

BOM DIA!
PENSE ERESP/ 2017
“E o semeador saiu a semear”
……………………………………………………….
Eresp, Espiritismo e Maçonaria
(Reynollds Augusto)
 
Sabe leitor, ontem a Reunião do Centro Espírita Jesus de Nazareth, que acontece todos os sábados pelas 20 horas, foi especial. É que depois das falas que trataram da fé humana e divina, o Coordenador do Movimento Espírita do Vale do Piancó, VICENTE TOBIAS, anunciou o ERESP/2017.
 
O ERESP é o Encontro Regional Espírita do Sertão Paraibano, que está na sua XVI versão, sendo promovido pela Coordenadoria Espírita da cidade de Patos, tendo como tema “ E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR”, com base em preceito cristão.
 
Este ano uma excelente novidade é que o movimento, nascendo na cidade de Patos, agora fora estendido ás outras Coordenadorias, compreendendo outros burgos, como Itaporanga, Cajazeiras, São João do Rio do Peixe, São Bento, Santa Luzia, Uiraúna, Teixeira, Catingueira, Princesa Izabel, Santana dos Garrotes, Catolé do Rocha, Taperoá, Cacimbas, São José do Sabugi, Jericó, Boa Ventura, Malta e Ouro Branco. Assim, sempre no mês de agosto, todos nós estaremos juntos para fazer luz, dispersando a trevas da ignorância, o mal de toda sociedade.
 

Na no Vale do Piancó, a programação acontecerá da seguinte maneira:
 
Sábado – Dia 05.08 – ITAPORANGA 19h30min horas
7º região de ensino- Próximo ao Fórum- OSCAR DE LIRA – O SEMEADOR SAIU A SEMEAR;
Domingo- Dia 06.08- 08h30min horas CENTRO ESPÍRITA JESUS DE NAZARETH- OSCAR DE LIRA –Mediunidade,Semeadura da Saúde Espiritual; Segunda – Dia 07.08- ITAPORANGA 10h00min horas- ESC.EST.FRANCELINO NEVES- JOSÉ CAMPOS- Por um mundo melhor; 20h00min horas- LOJA MAÇÔNICA 20 DE OUTUBRO- ALMIR LAUREANO- Vivenciando Cidadania, espiritualidade , segurança e paz; Terça – Dia 08.08 ITAPORANGA 08h00min horas- ESCOLA MUNICIPAL SEMEÃO LEAL – ALMIR LAUREANO- Viver consciente respeitando a diversidade, 16h30min horas- COLEGIO DIOCESANO DOM JOÃO DA MATA- ALMIR LAUREANO- Como estou construindo o meu futuro, 20:O0 horas- LOJA MAÇÔNICA EDDEUS FEITOSA- VANDEILTON SANTOS – O Espiritismo e o desbastar da Pedra Bruta ; Quarta – Dia 09.08 ITAPORANGA – 09h00min horas- ESC.EST. ADALGISA T DA FONSECA- ALBERLANDO LEITE – A Fraternidade e a caridade face ao desperdício ; CATINGUEIRA- 20: horas- CENTRO ESPÍRITA JESUS DE NAZARETH- JADEL AMANCIO- Espiritismo e Cristianismo Redivivo, compromisso com Jesus; Quinta- 10.08- PITOMBEIRA 19h30min Centro Espírita Maria de Nazareth- MANOEL FERREIRA- Jesus, o medico das almas; Sábado – Dia 12.08- B VENTURA- 17 horas CENTRO ESPÍRITA SEAREIROS DO BEM- JOSÉ RANYELE COELHO- A Delicada questão dos julgamentos.
 

Itaporanga será agraciada com a presença de duas inteligências que fazem parte de movimentos que visam à educação da sociedade. Refiro-me ao Professor Universitário Oscar de Lira, da UFCG de Campina Grande, que fará palestra no dia 05 de Agosto, sábado, pelas 19h30min, no auditório da 7º Região de Ensino e aplicará um seminário, no dia 06, pelas 8:30 horas, domingo, tratando de mediunidade , no Centro Espírita Jesus de Nazaeth , uma das forças da vida.
 
Também em Itaporanga o empresário Almir Laureano, que recebeu da Universidade Federal da Paraíba, UFPB, o título de Dr. Honoris Causa, por ser o “Paladino da Cultura da Paz”, no nosso Estado, no dizer da professora Neide Mielli, estará conosco. Almir , na Paraíba e Divaldo Franco, no Brasil, são os propugnadores de uma cultura de paz para o equilíbrio da humanidade.
 
Em parceria com as Maçonarias de Itaporanga, as Lojas 20 de Outubro e Eddeus Feitosa Leite e com a prefeitura de Itaporanga, o movimento atingirá o maior número de pessoas. Será envolvida uma boa parte dos colégios de Itaporanga, no desenvolvimento de um evento que fará história na nossa Região.
 
“Sob aplausos de um auditório repleto de autoridades e amigos, o novo Dr. Honoris Causa da UFPB disse que sua riqueza é a amizade que construiu ao longo dos anos, propugnando por uma educação de paz no país, pois “a educação não é um caminho; a educação é o caminho”, sentenciou.
Almir Laureano é paraibano, conferencista, consultor com formação profissional na área de vendas, treinamento e sistema de qualidade ISSO 9002, autodidata em Ciências Humanas, além de coordenar o Movpaz na Paraíba e no âmbito nacional, é o atual Vice-Presidente do Conselho Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e Coordenador Nacional da Rede Desarma Brasil. A sua trajetória registra mais de 1900 palestras realizadas em todo o Brasil nas áreas de Humanas, – Evolução do Pensamento humano, Desenvolvimento da Consciência e Cultura de Paz e Não-Violência”.
 
O ERESP esse ano será movimentadíssimo e você não pode ficar de fora. O mundo precisa da nossa vibração e atuação no bem, sob pena de ficarmos todos reféns do mal. A semeadura deve ser geral, de todos, desenvolvendo a consciência que estabiliza e nos impulsiona ao trabalho, para que possamos mudar a paisagem do mundo.
 
Semeemos a paz.
Paz pela Paz.
 
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

E Quando a Morte Chegar

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
Bom Dia!
………………………………………………………………………….
E Quando a Morte Chegar?
(Reynollds Augusto)
Ela sempre nos ronda. Para alguns possuindo um aspecto horrível, para outros uma senhora distinta a retirar do palco da vida física os espíritos que já cumpriram a sua cota de responsabilidade para consigo e com a sociedade em que vive.
O corpo precisa morrer, ou melhor, devolver á mãe Terra os elementos químicos que o criador, o maior e excelente químico, utilizou para formar os nossos arcabouços físicos. Daí aquela estória bíblica que o homem veio do barro e ao barro voltará. Não tem jeito. O corpo morre, mas o espírito segue…
E nada mais fácil do que morrer. É por isso que há uma dica psicológica de aproveitamento: Viva como se hoje fosse o último dia da sua vida. E se hoje fosse o último dia de sua vida?
Fique triste não, leitor. Pode não ser ainda, o último, mas é, com certeza, menos um. A temporada por essas bandas é curta e todos nós estamos na contagem regressiva. Pode crer.
Mas há programações peremptórias que faz parte do nosso histórico pessoal e mesmo em situações tremendas em que o indivíduo tinha tudo para morrer, ou desencarnar isso não acontece, pois há compromissos maiores que devemos cumprir.
Há pessoas que não morrem em drásticos acidentes de automobilísticos, de aviões e outros desencarnam de uma simples topada.
Mas, “morrendo ou não morrendo”, continuaremos vivos, agora, sem as ilusões e experimentando o resultado do que somos, do que fazemos, pois “a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”.
Há uma jurisdição universal, divina, justa a reger os nossos destinos. Por isso é importante andar na linha. A angelitude é a nossa meta.
Segundo os imortais o corpo sofre freqüentemente mais durante a vida que no momento da morte. Muitas vezes quando se experimenta algum sofrimento tremendo, a morte do corpo, ou o desencarne do espírito, é um prazer, pois o espírito vê chegar o fim do seu exílio, dizem os imortais.
Também é condição imprescindível passarmos pelo mundo das formas. Só assim cada um evolui desenvolvendo a razão e o sentimento na busca da angelitude, a meta de todo espírito. As religiões chamam isso de “salvação”, que acontecerá com todos, pois, segundo Jesus nenhuma só das ovelhas do meu Pai se perderá.
As ovelhas são as humanidades espalhadas por esse cosmo infinito. Ou você é daqueles pensam que só no Planeta Terra há vida?
Sem nenhum demérito ás favelas, o nosso planeta, em comparação aos bilhões de mundos que existem na nossa galáxia, a via láctea, é um dos menores, uma “favela”. Parece um cisco gravitando em torno do nosso sol. E, pasmem leitor, existem bilhões de galáxias. Definitivamente não estamos sós e seria muita coisa, para nada.
Itaporanga sabe que, no inicio da minha graduação em Direito, quando viajava a Sousa , de moto, para estudar – como diz o Luciano Huck, loucura, loucura, loucura!- eu sofri um terrível acidente e quase desencanava. Uma enorme pancada na cabeça, com um rombo do lado direito, praticamente abandonado ao sol…
Uma estória longa e hoje continuo aqui, mais experiente, sem as ilusões do caminho, a entender que a vida de todos, cada um no seu lugar, é missão para o aprimoramento sem fim.
Perdi o medo de morrer. Já sabia que a vida continuaria pelos livros espíritas, mas vivi a experiência de um “quase morto”, que experimentou, no plano estral, situações interessantes e que recordei ao retornar. Isso é raro.
“Morrer,” leitor, não dói. Mas medo da morte todo mundo tem, devido à insegurança de enfrentar o desconhecido e isso dá um frio na barriga. Mas é mecanismo natural o medo de morrer. É uma forma de preservar a vida. Nós só a aniquilamos, voluntariamente, quando somos despreparados espiritualmente.
Mas, com a experiência vivida, aprendi que todos devem dar mais valor as suas vidas, no corpo. Tá quase impossível retornar. Deixar as ilusões de lado, compreendendo que somos espíritos imortais, vivendo um capítulo da nossa imortalidade, que é essa vida física, sendo preciso sempre aprender mais, como, também amar mais. Essas as duas asas que nos levam ao alto, ao cume.
Não somos a posição social em que nos encontramos, nós,apenas, estamos. Somos, na verdade, espíritos imortais buscando a plenitude que é a meta de cada qual.
Daqui a pouco seremos história, mas morrer não dói e o espírito segue.
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized

Minha Caloi “Cobal”, Anos Sessenta, Azul

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
…………………………………………………………………..
Minha Caloi “Cobal”, Anos Sessenta, Azul 
(Reynollds Augusto)
Sabe leitor, hoje eu tomei um susto. É que algo me fez relembrar a minha infância querida, que os anos não trazem mais, mas que ficou no profundo do ser. Fui na “rede” e consegui rever a minha Caloi, Cobal 68, azul. Que felicidade!
É certo que o cérebro é o maior “HD” de armazenamento de informações que existe. É que o seu construtor é um ser perfeito, a perfeição absoluta e portando, com zero por cento de errar. É por isso que “tudo está certo e tudo é causa e efeito, axioma científico.
Os neurocientistas dizem que a mente humana tem a capacidade de armazenar de 10 a 110 terabytes de informação emocionais, racionais e tudo mais. Você sabe o que é isso leitor? Um terabyte é o mesmo que mil gigabytes ou um milhão de megabytes. É muito espaço!
Alias, dizem que as mulheres usam melhor toda essa instrumentação, os homens não. Não acredito leitor, não acredito.
O Estadão, certa feita, em uma matéria própria, informava que se multiplicássemos cada um desses 100 bilhões de neurônios por mil conexões, que poderiam ser feitas, teríamos 110 trilhoes de pontos de dados, ou 100 terabyte de informação. Então, ninguém é “burro” , o que falta é o “querer”, no dizer de Jesus, o maior que esteve entre nós:
” Vós sois deuses, podereis fazer tudo que eu faço e muito mais, se o quiserdes”.
Né não?
 
Mas, estou divagando demais leitor. São as conexões. 
Quando eu era “menino buchudo” em Itaporanga tive uma infância feliz, “moleque de rua”, nas horas vagas, aproveitei bem a saudável paisagem do sertão de outrora, cuja simplicidade era a tônica. Chuvas, muitos invernos grandes e secas também. Os banhos de rios, as brincadeiras de ruas, as traquinagens, os esconderijos por entre as enormes folhas dos finados “pés de castanholas”. Uma molecada feliz; hoje todos pais de família e responsáveis por suas vidas. É que exercitávamos uma “molecagem consciente”. São tantas estórias leitor!
Mas nós sempre fomos de classe media baixa, cuja dificuldade, que experimentávamos, sempre foi um estímulo para o progresso, para os estudos, para que ficássemos atentos ao que interessava. Tínhamos o essencial e isso já nos bastava.
O mal do mundo é que queremos viver com mais do que precisamos ter e isso gera desequilíbrio. Quando possuímos demais, desnecessariamente, sempre estamos “tirando” do outro. Isso é princípio.
Foi por isso que Jesus disse a Marta: “Marta, Marta, andas preocupadas com muitas coisas, mas só uma é necessária. Maria escolheu a melhor parte. “
A molecada da Rua Pedro Américo tinha por hábito, no final da tarde, reunir todos, para realizarem as famosas “passeatas” de bicicleta. Cada uma mais bela do que a outra. Uma novas, outras semi-novas, mas sempre bem cuidadas. Eu, sempre ficava de fora, quando muito ia na garupa de um dos meus colegas, mas o esforço, para ele, era grande. Eu sempre fui magro, franzino, mas mesmo assim era dificultoso “passear” na garupa. A turma resolvera não mais me dar “carona” para os passeios. Era justo.
Confesso a vocês que fiquei triste leitor e meu amado Pai não tinha condições de adquirir uma bicicleta, naquele tempo, artigo de luxo. Mas, como Deus é Pai, “mandou” um velho homem da roça, que estava precisando de uns trocados, oferecer ao velho uma Caloi, azul, modelo 68.
Pense numa “bike” feia! Mas, para mim a bicicleta mais bela do mundo. Meu pai estava resistente em comprá-la, com vergonha que eu passasse vergonha. Arranhada, folgada, mas não importava. Ele a comprou e deu-me de presente. Foi o meu primeiro veículo. Dei-lhe um trato e ela ficou apresentável. Agora tinha como acompanhar os meus amigos nas “passeatas” de bicicleta.
Leitor, aqui para nós, sofri muito “ bullying”, mas eles ,naquele tempo , tirávamos de letra. Fui vítima de muitas brincadeiras de mal gosto dos colegas, criticando a minha Caloi Azul, 68. Mas, ela tinha um diferencial, era macia e corria muito e sempre ganhava quase todas as corridas, ao ponto de alguns deles pedir para que  trocássemos na hora dos passeios. Queriam experimentar a mina CALOI ,68, azul. Sempre limpa, bem tratada e que me fazia feliz.
Na época não existiam supermercados em Itaporanga e sim armazéns e bodegas, onde as famílias faziam as suas feiras. Sempre de quinze em quinze dias vinha uma espécie de caminhão fechado, longo, que era um mercadinho ambulante , barato e que tinha de tudo. Chamava-o de COBAL. Era uma festa para as famílias. A molecada, que não deixava nada passar, apelidou a minha experiente Byke,azul, 68 de Cobal, pela largura.
Bons tempos. Saudades da minha Caloi Cobal Azul, 68.
 
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Leave a Comment

Filed under Uncategorized